Começa a funcionar banco de dados sobre algodão da BM&F

Agronegócio

Começa a funcionar banco de dados sobre algodão da BM&F

Banco de dados possibilita o acesso à identificação do produto para exportação
Por: -Redação
2 acessos

Começou a funcionar no final de outubro o banco de dados da BM&F que faz parte do convênio com a Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (Anea). Esse banco de dados possibilita aos negociadores de algodão ter acesso à identificação dos fardos do produto disponíveis para exportação.

O sistema facilita as negociações com algodão de alta qualidade e tem como objetivo ampliar a participação do Brasil no mercado internacional do produto. O convênio entre a Bolsa e a Anea foi assinado no dia 6 de abril. Pela parceria, a entidade seleciona, cadastra e credencia exportadores brasileiros de alta qualidade. Amostras do produto destes exportadores são classificadas pelo Departamento de Classificação da BM&F a partir dos parâmetros estabelecidos no convênio.

Até o dia 9 de novembro, o banco já dispunha de dados referentes a 31,2 mil fardos de algodão padrão Anea 3 e 8,7 mil no padrão Anea 2. As informações são da assessoria de imprensa da BM&F.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink