Começa em Cuiabá Congresso Brasileiro de Soja
CI
Agronegócio

Começa em Cuiabá Congresso Brasileiro de Soja

Evento é promovido e realizado pela Embrapa Soja, com corealização da Aprosoja
Por:
Teve início na noite desta segunda-feira, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, o VI Congresso Brasileiro de Soja, promovido e realizado pela Embrapa Soja, com corealização da Aprosoja. Esta é a primeira vez que o evento ocorre em Mato Grosso, estado com a maior produção do grão no Brasil, com cerca de 21 milhões de toneladas na safra 2011/2012.

Durante a cerimônia de abertura, o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, destacou a importância da realização do Congresso no estado, que tem boa parte de sua economia atrelada ao complexo soja.

“A soja é a mola propulsora do desenvolvimento do estado. Este evento só tem a contribuir com o conhecimento dos nossos produtores e com o avanço da cultura”, disse Barbosa.

Com o tema “Soja: integração nacional e desenvolvimento sustentável”, o Congresso conta com a participação de 2 mil inscritos, entre pesquisadores, professores, acadêmicos, profissionais ligados ao complexo produtivo da soja e produtores. Durante quatro dias eles discutirão sobre os desafios atuais e as perspectivas que se impõem à cultura. 

Segundo o presidente da Comissão Organizadora, Ricardo Abdelnoor, esta foi a primeira vez que as inscrições se esgotaram um mês antes da abertura, o que evidencia a importância do evento e o bom momento do setor.

A programação do Congresso Brasileiro de Soja contará com 12 painéis temáticos, 14 palestras, um fórum, cinco minicursos e ainda a apresentação de 423 trabalhos na sessão pôster. Entre os temas debatidos estão questões como manejo de pragas e doenças, biotecnologia, mercado, infraestrutura, logística, armazenamento e produção sustentável.

“Temos o compromisso de gerar tecnologias para todo o sistema produtivo, de gerar segurança para a alimentação e zelar para que a produção seja sustentável em seus aspectos sociais, econômicos e ambientais. Temos uma preocupação intensa focada na produtividade e na sustentabilidade da agricultura brasileira. E este evento é um momento ímpar, pois nos permite reunir todos os atores envolvidos no complexo soja para debater e refletir sobre os desafios, impasses e consequências de nossas atividades”, analisa o chefe-geral da Embrapa Soja, Alexandre Cattelan.
 
Projeções para 2022

O cenário da produção agropecuária brasileira para 2022 foi o tema da Conferência de Abertura do VI Congresso Brasileiro de Soja. O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Erikson Camargo Chandoha, apresentou projeções baseadas em estudos desenvolvidos pelo Mapa.

De acordo com o levantamento, a produção brasileira de soja deverá aumentar em 25% nos próximos dez anos, sendo a projeção de aproximadamente 90 mil toneladas da oleaginosa. Neste cenário, as exportações deverão crescer 31% e a demanda do mercado interno, sobretudo para a produção de carne de frango e bovina deverá aumentar substancialmente.

Segundo Chandoha, este aumento de produção se dará com a adoção e implementação de novas tecnologias no campo, evitando-se com isto a abertura de novas áreas. Tendência já seguida pelo país nos últimos 50 anos.
“Estamos aumentando a produção e a produtividade, mas sem desmatar. Da década de 1960 para cá poupamos 145 milhões de hectares com a adoção de tecnologias”, disse o secretário se referindo ao aumento da produção sem que a área plantada crescesse na mesma proporção.

Em sua apresentação, Erikson Chandoha ainda destacou a importância de se produzir de forma sustentável e o papel do Brasil neste contexto, mantendo sua vocação produtiva e fazendo uma agropecuária com baixa emissão de gases de efeito estufa.
 
Programação

Nesta terça-feira, segundo dia de Congresso, as atividades terão início às 8h30 com palestras sobre mercado de sementes, cenário dos defensivos agrícolas e agroenergia. Na sequência serão realizados os painéis sobre manejo de nematoides, mercado da soja para usos especiais e biotecnologia.

No período da tarde, a partir das 14h será a vez das palestras sobre manejo de plantas daninhas tolerantes e resistentes a herbicidas, armazenamento de grãos e fertilizantes na produção agrícola. O manejo de percevejos, a produtividade máxima da soja e a produção sustentável em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta serão os temas dos painéis. A programação do dia se encerra com a sessão pôsteres. Mais informações:www.cbsoja.com.br

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.