Comissão define linhas prioritárias de pesquisa para o Irga

Evento

Comissão define linhas prioritárias de pesquisa para o Irga

Reunião da Comissão de Pesquisa na EEA
Por:
33 acessos

A terceira reunião do ano com a Comissão de Pesquisa do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) ocorreu na Estação Experimental do Arroz (EEA) da autarquia, em Cachoeirinha/RS, na sexta-feira (22). O grupo foi instituído através da Portaria nº 129/2018, divulgada no Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, com a finalidade de sugerir áreas e linhas prioritárias de pesquisa do setor orizícola.

A equipe é formada por engenheiros agrônomos, técnicos superiores orizícolas e consultores do instituto. A previsão é que os encontros sejam realizados duas vezes por mês tendo como objetivo alinhar e direcionar pautas preferenciais da pesquisa de acordo com as políticas públicas e diretrizes do Irga. São elaboradas avaliações dos projetos desenvolvidos do Programa de Pesquisa da autarquia, além da promoção de troca de informações e assistência à Chefia da Divisão de Pesquisa e à Diretoria Técnica do instituto com órgãos financiadores de pesquisas nacionais e internacionais.

A Comissão busca debater e estabelecer juntamente com os pesquisadores do programa, prioridades, metodologias e recursos para os projetos e subprojetos de pesquisa. São acompanhadas as etapas de execução dos projetos em andamento e elaborados relatórios com observações dos trabalhos de campo, laboratório e casa de vegetação da EEA.

Outras competências demandadas ao grupo são: estabelecer normas internas para apresentação de projetos e relatórios de pesquisa; promover formas de divulgação dos resultados consolidados pela pesquisa através de Circular Técnica e outros modos de comunicação; viabilizar fóruns de debate entre extensionistas e outros profissionais do setor arrozeiro; e designar métodos para a elaboração de pesquisas requisitadas por entidades privadas.

Na reunião foi definida a organização da agenda de pesquisa e o enquadramento de projetos nas linhas temáticas e institucionais de pesquisa do Irga. Anteriormente a divisão era feita por sessão e não por temática.

“Ter um grupo misto na comissão possibilita criar novos projetos e aprimorar os existentes da melhor forma possível", acrescenta a Chefe de Divisão de Pesquisa da autarquia, Flávia Miyuki Tomita.

Participaram da reunião André Barros Matos, Flávia Miyuki Tomita, Ibanor Anghinoni, Luís Antônio Valente, Paulo Antonio Bassotto, Paulo Fabricio Sachet Massoni, Paulo Régis da Silva, Ricardo Machado Kroeff e Neiva Knaak.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink