Agronegócio

Comitiva de Moçambique conhece políticas públicas para agricultura familiar

O país africano possui uma extensa lista de projetos de cooperação com o Brasil, dentre elas a entrada no Mais Alimentos Internacional
Por: -João Paulo Biage
1303 acessos
Dois técnicos moçambicanos vieram ao Brasil para conhecer as políticas brasileiras de acesso à terra e de desenvolvimento rural. A visita ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) terminou nesta quinta-feira (03). Os dois dias de reuniões com as secretarias do órgão e com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) renderam informações sobre o conjunto de políticas públicas acerca do tema.

 
Durante o primeiro dia de visita (02), Olavo Nascimento e Yolanda Gonçalves, técnicos do Ministério da Agricultura de Moçambique, tiveram encontros com as secretarias de Reordenamento Agrário (SRA), de Regularização Fundiária na Amazônia Legal (Serfal) e com o Incra. O assunto: acesso à terra. “Tentamos fazer um diálogo aberto, de acordo com a realidade deles, para que fosse traçado um paralelo e possamos ajudar de alguma forma no desenvolvimento rural de Moçambique”, afirma o Especialista em Políticas Públicas do MDA, Leonardo Batista.

Os assuntos de desenvolvimento rural, como as políticas de crédito rural, seguros da agricultura familiar, serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) e programas de compras governamentais, ficaram para o segundo dia. Para debater os temas, os moçambicanos se reuniram com as secretarias de Agricultura Familiar (SAF) e de Desenvolvimento Territorial (SDT). “É uma questão de diálogos de experiências. Os técnicos vão voltar para Moçambique e difundir o conhecimento. A partir disso, eles podem decidir aprofundar em um ou outro assunto e, quem sabe, no futuro implementar um programa similar ao nosso”, detalha Batista.


Segundo o Censo de 2007 de Moçambique, o território tem mais de 36 milhões de hectares de terras aráveis, mas apenas 10% desse total são utilizadas por agricultores familiares. O país africano possui uma extensa lista de projetos de cooperação com o Brasil, dentre elas a entrada no Mais Alimentos Internacional, que aprovou, em 2012, um crédito de US$ 97,59 milhões, mais de R$ 227 milhões, para compra de equipamentos por parte do governo moçambicano.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink