Como as chuvas estão afetando as lavouras
CI
Imagem: Divulgação
AGROTEMPO

Como as chuvas estão afetando as lavouras

Regiões do centro do país, começam a sentir efeitos de estiagem
Por: -Aline Merladete

Nas últimas semanas o avanço da sequência de algumas frentes frias favorecem positivamente o regime das chuvas no centro-sul do país. Algumas localidades como no sul do Mato Grosso do Sul registram acumulados equivalentes ao dobro daquilo que seria esperado para o período, como o em Itaquiraí com 150 mm registrados. Outra região do país que chama a atenção em relação às chuvas acima da média é o Rio Grande Do Sul. 

Para este período são esperados volumes entre 50 e 90 mm em boa parte do estado gaúcho, entretanto em algumas estações como Santa Rosa, Horizontina, Redentora  e Ijuí os registros foram de 337, 315, 309 e 288 mm respectivamente, representando volumes muito acima daquilo que seria esperado para o período. Além disso, o comportamento dessas instabilidades foi de volumes elevados em poucos períodos.

Representação das áreas com chuvas mais frequentes nos últimos 15 dias. Vermelho representa as regiões mais secas.

Por outro lado, em uma grande parcela do Brasil Central, a estiagem do inverno começou mais cedo. Já nesta última quinzena, tivemos um padrão de chuvas muito semelhante ao que seria esperado para a época de inverno, ou seja, um tempo seco entre o Triângulo Mineiro, leste do Mato Grosso até o sul do Piauí.

Alguns pontos do leste do Goiás, nordeste de Minas e oeste da Bahia, não houve o registro de chuvas, mantendo uma grande área do território nacional com um padrão abaixo da média.

Diferença entre a chuva ocorrida em relação a média do período. Azul para chuvas acima da média. Tons de amarelo para chuvas abaixo da média.

Este comportamento das chuvas ocorridas têm uma influência direta em relação à quantidade de água disponível no solo, evidentemente, nas áreas que houve um maior registro de chuvas haverá uma maior disponibilidade hídrica.

Em relação à previsão das chuvas para esta próxima semana, temos um comportamento muito semelhante ao que foi observado nos últimos dias. E este fato coloca em nível de atenção algumas áreas produtoras, sobretudo, na parcela central do país. 

Desde o noroeste do estado de São Paulo, algumas áreas do centro ao nordeste de Minas Gerais, leste Goiano e oeste Baiano vão apresentar limitações hídricas no decorrer desta próxima semana. O destaque vale para o milho safrinha, mas outras lavouras nessas regiões também vão ter uma limitação na produtividade devido à essa baixa perspectiva de chuvas. 

Agora, contrastando com o que foi observado desde o final do ano passado até meados de Março, o Noroeste Gaúcho e Oeste Catarinense poderá enfrentar restrições devido ao excesso das chuvas, principalmente para aqueles produtores que estão com o milho primeira safra e soja prontos para a colheita. 

Material exclusivo elaborado pela equipe Agrotempo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.