Como combater suzuki em pomares
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
MOSCA

Como combater suzuki em pomares

Perdas causadas pela mosca caíram de 60% para apenas 5% em seis anos
Por: -Eliza Maliszewski

A Drosophila suzukii é uma praga quarentenária que ataca pomares, especialmente as frutas de casca fina, como o morango, uva e mirtilo. O que favorece a praga é que ainda não há inseticidas para controle no Brasil. O inseto também conhecido como drosófila-da-asa-manchada, coloca seus ovos no interior de frutos maduros ou próximos da maturação. Quando as larvas se desenvolvem inviabilizam os frutos para consumo. Muitas vezes esta ação só é percebida quando a fruta já está totalmente estragada.

“Estudamos os hábitos da suzuki na Região Sul do Brasil e conseguimos identificar os horários de maior atividade das moscas e também onde elas se escondem nos plantios. A ação da mosca  não é fácil de detectar nos pomares, pois o inseto é minúsculo e ainda pouco conhecido no Brasil”,”, comenta o pesquisador Régis Sívori Silva dos Santos, que atua em Vacaria (RS), na Estação Experimental de Fruticultura de Clima Temperado da Embrapa Uva e Vinho e coordena as ações relacionadas à suzuki.

Um trabalho intenso de cooperação entre a Embrapa e a Emater, conseguiram reduzir os impactos de 60% para 5% em pomares do Rio Grande do Sul nos últimos seis anos. Ações inovadoras contribuíram para o controle como o uso de fungo para controle biológico do inseto, além de armadilhas e de solarização dos frutos atacados. “Se o produtor adota todas as recomendações, o prejuízo é mínimo”, acrescenta o agrônomo Ênio Ângelo Todeschini, assistente regional em fruticultura da Emater Regional de Caxias do Sul.

Entre os meios de controle está a instalação de armadilhas confeccionadas com garrafinhas pet, entre um e dois meses antes do amadurecimento dos frutos. Cada recipiente deve conter entre cinco e sete furos, no terço médio, com cerca de 0,5 milímetro cada. Como atrativo, o especialista sugere usar uma mistura de fermento biológico, água e açúcar. O recomendado é entre duas e três armadilhas por hectare.

Outro vilão para a Suzuki é o fungo Beauveria bassiana. A pulverização deve ser feita nos horários de maior movimentação da praga, por volta das 5h a manhã, e no fim da tarde, por volta das 19h.

Outra recomendação é deixar o pomar limpo e caso sejam detectadas frutas infectadas fazer a solarização, ou seja, colocar eles dentro de um saco plástico fechado e deixar ao sol por 2 horas.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink