Como fazer controle parasitário no gado de leite

Imagem: Marcel Oliveira

SAÚDE ANIMAL

Como fazer controle parasitário no gado de leite

Animais parasitados sofrem com perdas em produtividade além de mal estar
Por: -Eliza Maliszewski
522 acessos

O Brasil produz 34 bilhões de litros de leite. Por isso o produtor deve se preocupar com os parasitas que incidem no gado leiteiro. Podem ser protozoários, rickettsias, vermes, moscas, carrapatos, entre outros. 

Os parasitas impactam no bem-estar dos animais e causam perdas de fertilidade e produtividade e até a morte das vacas. Os impactos financeiros passam por gastos com medicamentos, mão-de-obra para o manejo e podem atingir prejuízos estimados em US$ 14 bilhões somente no Brasil. Os principais parasitos envolvidos foram os vermes redondos gastrointestinais, responsáveis por mais da metade desses prejuízos (aproximadamente US$ 7,1 bilhões), seguidos pelo carrapato (em torno de US$ 3,2 bilhões), a mosca dos chifres, o berne, as bicheiras e a mosca dos chifres. Os dados fazem parte de um estudo publicado na Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária.

Segundo a Embrapa, a maioria dos quadros de verminoses nos bovinos aqui no Brasil (90% a 98%) manifesta-se de forma subclínica, ou seja, sem demonstração clara dos sinais de verminose. Entretanto, apesar da baixa carga de vermes no sistema gastrointestinal, os prejuízos ocorrem em virtude de redução no apetite que passa despercebido. De acordo com Marcos Malacco, gerente técnico para pecuária da Ceva Saúde Animal, as categorias mais jovens, a partir do 60 a 90 dias de idade, indo até por volta dos 24 meses, são aquelas que mais sentem os efeitos. Os animais adultos, por terem sido expostos por longos períodos às infecções verminóticas, sofrem menos. “No entanto no período das primeiras semanas após o parto há queda da imunidade geral período e devemos estar atentos”, explica.
 
O especialista indica que nas bezerras leiteiras, o controle das verminoses pode ser iniciado a partir dos 2 a 3 meses de idade. Nas novilhas a partir dos 12 meses de idade, emprega-se o controle estratégico das verminoses. Nos animais jovens até os 24 meses de idade, o emprego de produtos endectocidas concentrados nas épocas mencionadas proporcionam um ótimo controle das verminoses e ainda contribuem para o controle do carrapato, do berne e das moscas dos chifres. Para as vacas, é muito importante a realização de um tratamento na secagem com objetivo de proporcionar maior bem estar e melhores condições para finalização da prenhez e recuperação da glândula mamária para a próxima lactação. “Nas vacas leiteiras em produção, especialmente naquelas com acesso a piquetes, é recomendado um tratamento após o pico ou em torno da metade da lactação”, ressalta Malacco.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink