Como fica o tempo nesta quinta-feira (7)
CI
Imagem: Marcel Oliveira
AGROTEMPO

Como fica o tempo nesta quinta-feira (7)

Instabilidades devem se concentrar no centro do país
Por: -Eliza Maliszewski

Para essa quinta-feira (07) as instabilidades ficam, na maior parte do centro do país, devido ao fluxo de ar quente e úmido amazônico, regiões de baixa pressão e o calor típico desta época do ano. Outro fator que ajuda nas instabilidades, é a intensidade das correntes de vento em grandes altitudes, pois com o deslocamento mais intenso do ar nas partes mais altas da atmosfera, as partes mais próximas da superfície ficam mais turbulentas, provocando instabilidades.

Na região Norte, as chuvas ficam melhor distribuídas em relação ao dia anterior, com potencial de acumulados localmente fortes principalmente na parcela central do estado do AM, RR e AP o tempo será mais seco entre o TO e o sul do PA. Na região nordeste, o tempo ainda está sob a influência de uma massa de ar seco que está impedindo a formação de nuvens carregadas entre o interior baiano ao sul do MA e PI, no  litoral da região nordeste há chances de chuva leve e passageira, entretanto entre o PI  e MA há condições para pancadas de chuvas localmente fortes.

No centro-oeste do país, as chuvas ficam melhor distribuídas entre o centro-sul da região, como no sul de MT, sul do GO e MS com potencial para temporais localmente fortes, em especial no MS. Já no nordeste do MT e norte do GO, o tempo fica mais seco sob a influência da mesma massa de ar das regiões vizinhas, como BA, TO e sul do PA. Vale ressaltar que devido ao aquecimento diurno, no nordeste do MT e norte do GO há condições para chuva mal distribuída e passageira.

Na região sudeste, o corredor de umidade amazônica, em conjunto com a presença de um cavado (região alongada de baixa pressão) e o calor são os ingredientes para formação dos temporais em todo o estado de SP, centro sul de MG e RJ. Esses temporais podem ser localmente fortes com potencial de granizo, principalmente na região da zona da mata mineira, norte e oeste de SP e no litoral de SP há condições para acumulados significativos.

Na região sul, apesar de um sistema frontal avançar pelo estado do RS, o avanço será bem oceânico “costeando” sem provocar chuva. Já os estados de SC e PR, devido ao fluxo de umidade e o calor terão condições para pancadas de chuva fortes com potencial de granizo, porém chuvas mal distribuídas, comportamento típico de verão. No decorrer do próximo dia, as instabilidades nos extremos do país, na região sul e na região norte, de maneira geral, diminuem em relação aos dias anteriores. Porém há uma tendência de intensificar na parcela central em todos os estados do centro oeste e sudeste. Na região nordeste a massa de ar seco ainda predomina.

*material elaborado com base em informações equipe Agrotempo


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink