Como foi o preço das hortaliças em agosto?
CI
Imagem: Pixabay
ECONOMIA

Como foi o preço das hortaliças em agosto?

Cebola e batata em baixa, tomate em alta são alguns destaques
Por: -Eliza Maliszewski

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou nesta quinta-feira o 9º Boletim Prohort que analisa os preços das principais hortaliças e frutas no mês de agosto. Enquanto alguns itens tiveram baixa significativa, outros tiveram alta nas principais Centrais de Abastecimento (Ceasas) do país. A alta foi puxada pelo clima frio que prejudicou algumas culturas.

Batata e cebola em conta

Nas hortaliças analisadas as maiores baixas foram na batata e na cebola. Na batata a menor demanda pelo consumo derrubou os preços, estimulada pela maior oferta com a safra de inverno dos estados de Minas Gerais e São Paulo. Queda de mais de 19% em São Paulo e 14% em Belo Horizonte. 

Outro item que teve baixa foi a cebola também impulsionada pela pulverização da safra. Recife teve redução de 46,9% nos preços, enquanto no Rio de Janeiro a diminuição ficou em torno de 20,7%. Entre o final de outubro até junho de 2021 começa a entrar a safra do bulbo dos três estados da região sul, que totalizará mais de 691 mil toneladas

As baixas temperaturas do mês de agosto afetaram algumas culturas como as folhosas. Desta forma houve queda de oferta da alface e queda em área plantada também. A cultura ficou no meio em relação a preços. Em Curitiba queda de 17% e em Recife alta de 13%. De acordo com a análise da Conab, o setor de folhosas, apesar de ter sido um dos que mais sentiram as medidas restritivas, teve uma resposta rápida com a retomada da economia.

Tomate salgado

Já o tomate deu o que falar. Como as temperaturas mais baixas desaceleram o processo de maturação, o quilo encareceu em R$ 2,15 na Central de Abastecimento em Vitória/ES, por exemplo. Em Goiânia a alta chegou a 49,2%. A cenoura seguiu o mesmo caminho, com alta considerável. Elevação de mais de 60% em Goiânia. A comercialização nos mercados analisados, que, em agosto, foi cerca de 5% menor na comparação com julho, ajuda a explicar esse aumento de preços.

No mês de agosto, dentre as hortaliças comercializadas na Ceagesp - São Paulo, destacaram-se na redução da média de preços o chuchu (56%), alho (33%), manjericão (29%), vagem (21%), berinjela e abobrinha (17%), maxixe (16%), rabanete (12%), quiabo (11%), espinafre e aspargo (10%).
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink