Comtrigo pode produzir safra recorde em Minas Gerais
CI
Agronegócio

Comtrigo pode produzir safra recorde em Minas Gerais

A colheita do trigo em MG poderá alcançar o recorde de 85 mil toneladas em 2007
Por:

A colheita do trigo em Minas Gerais poderá alcançar o recorde de 85 mil toneladas em 2007. A estimativa é da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, baseada em levantamentos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O programa Comtrigo, criado pela Secretaria da Agricultura para incentivar a produção e harmonizar as relações entre produtores e a indústria que adquire a matéria-prima, informa que o plantio de trigo em Minas, no ano passado, foi de 13 mil hectares, contra 14,5 mil hectares em 2005 e 16,7 mil hectares em 2004. Segundo o coordenador do programa, Lindomar Antônio Lopes, “as quedas sucessivas de safra foram provocadas principalmente pela valorização do real em relação ao dólar, mas houve também as oscilações do mercado interno e a descapitalização do produtor.”

Um dos principais fatores para a obtenção do recorde de produção neste ano é o preço firme do trigo no mercado (atualmente da ordem de R$ 500 a saca de 60 quilos), com tendência de alta. Essa reação, de acordo com o coordenador, foi provocada pela redução da oferta do trigo argentino. Além disso, ele cita como aspectos positivos a boa rentabilidade alcançada pelos preços do cereal desde o final da safra passada, e ainda o fato de o preço do feijão ter alcançado um nível apenas razoável. “O feijão é um item importante porque concorre com o trigo em Minas como opção para a safra de inverno. Uma cotação muito alta da leguminosa sempre estimula os produtores a insistirem no seu cultivo na safra seguinte”, explica Lindomar Antônio Lopes.

Condições excepcionais

O plantio de trigo, em Minas Gerais, é feito de março a abril, ocupando principalmente as áreas de irrigação, com pequena produção nas áreas de sequeiro, segundo a avaliação do Comtrigo. O programa estima que a produtividade do cereal no Estado seja duas vezes superior à média nacional. “Temos clima e solo favoráveis, além de variedades de trigo adaptadas às condições do Brasil Central”, explica o coordenador. Lindomar Antônio Lopes acrescenta que o parque industrial mineiro tem alta qualidade e garante a aquisição do produto em preço e condições justas.

“Essa integração está aumentando por meio das ações do governo estadual, que tem o Comtrigo como seu principal instrumento”, diz o coordenador. “O objetivo é buscar, com o trabalho conjunto dos setores do agronegócio trigo, a recuperação da competitividade dessa cultura em Minas.” O programa realiza encontros periódicos dos produtores com os industriais a fim de se estabelecer os tipos de trigo a serem plantados, de acordo com a preferência dos moinhos, definir regras de comercialização e também tratar de outros assuntos, como sistemas armazenagem adequados às variedades do Estado, por exemplo.

Os produtores de trigo interessados em aumentar a área de plantio podem obter informações técnicas e sementes apropriadas às suas regiões na Associação dos Triticultores do Estado de Minas Gerais (Atriemg), em Uberlândia ( www.atriemg.com.br). Há também o Clube Amigos da Terra (CAT), na mesma cidade, com o e-mail agronegocios@catuberlandia.com.br. Os interessados podem ainda buscar orientações nos escritórios da Emater-MG da região.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink