Conab aponta média de 60 milhões de sacas para safra 2020/2021

SAFRA 20/21

Conab aponta média de 60 milhões de sacas para safra 2020/2021

Em relação à safra do café arábica, a produção estimada compreende o intervalo de 43,2 milhões a 45,98 milhões de sacas
Por:
217 acessos

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou o primeiro levantamento da Safra de Café Brasileira e aponta que, para o ano de 2020, a produção total dos cafés arábica e canéfora (conilon) deverá ficar entre 57,2 milhões a 62,02 milhões, números que possibilitam calcular uma média aproximada do volume físico de 60 milhões de sacas de 60 kg a serem colhidas neste ano. A área também estimada para essa produção contempla 1,88 milhão de hectares, que representam um crescimento de 4% em relação à área da safra anterior, com produtividade média de 32 sacas por hectare.

Em relação à safra do café arábica, a produção estimada compreende o intervalo de 43,2 milhões a 45,98 milhões de sacas, o que dá uma média aproximada de 45 milhões de sacas, as quais equivalem a 75% da produção total estimada. Quanto ao canéfora (conilon), a produção calculada ficou entre 13,95 milhões e 16,04 milhões de sacas, representando, assim, uma média do volume produzido total perto de 15 milhões de sacas de 60kg, que correspondem a 25% do total a ser colhido. Com base nesses números estimados, pode-se calcular que nesta safra 2020/2021, proporcionalmente, de cada quatro sacas a serem colhidas, três serão da espécie arábica e uma de canéfora. Contudo, tais números ainda poderão ser objeto de ajustes nas próximas etapas de levantamento.

Neste contexto, vale destacar que este primeiro levantamento revelou que a área total cultivada com o café no País, tanto da espécie arábica como a de conilon, totaliza 2,16 milhões hectares, cultivo que representa um acréscimo de 1,4% em relação à área de 2019. Deste total estimado, 276,6 mil hectares estão em formação, os quais denotam uma redução de 13,3% em comparação com a safra anterior. Desse modo, 1,88 milhão de hectares é que se encontra efetivamente em produção em 2020, representando um acréscimo de 4% em relação à safra anterior.

Conforme os dados deste Primeiro Levantamento, a área plantada com o café arábica ocupa 1,75 milhão de hectares, que representam 81% da área total empregada com lavouras de café, número que representa incremento de 1,4% em relação à safra passada. Minas Gerais, maior produtor de café do Brasil, também concentra a maior área, com 1,22 milhão de hectares, os quais correspondem a 69,8% da área ocupada com café arábica em âmbito nacional. Vale ressaltar que a área plantada com café arábica no País tem se mantido estável nas últimas dez safras e gira em torno de 1,77 milhão de hectares.

Em relação à área destinada ao café canéfora (conilon), a estimativa da Conab é de que haverá um aumento de 1,4%, a qual foi estimada em 404,3 mil hectares. Entretanto, desse total, 371,1 mil hectares estão em produção e 33,2 mil hectares em processo de formação. No Espírito Santo está a maior área, 265,2 mil hectares, seguido por Rondônia, com 71,05 mil hectares, e a Bahia, com 40,9 mil hectares.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink