Conab vai apoiar atividades pesqueiras em vários portos do país
CI
Agronegócio

Conab vai apoiar atividades pesqueiras em vários portos do país

A iniciativa vai se estender também a outros estados brasileiros
Por:

A Conab vai apoiar a atividade pesqueira na Paraíba. Nesta quarta-feira (15), o presidente da estatal Alexandre Aguiar assinou um protocolo de intenções com o ministro da Pesca e Aquicultura (MPA), para a gestão compartilhada do Terminal Pesqueiro Público de Cabedelo, no estado (TPP/PB).

As principais atividades que serão realizadas incluem recepção, beneficiamento, lavagem, classificação, pesagem, armazenamento de pescado fresco e congelado e de iscas, bem como o fornecimento às embarcações de combustível, gelo, energia elétrica. O termo celebrado prevê a transferência de conhecimento técnico de logística, como o apoio às ações de compra, venda e armazenagem do produto.

A iniciativa vai se estender também a outros estados brasileiros. Para isso, a Conab já está promovendo estudos dos terminais, para a viabilidade técnica e econômica, também sob a forma de gestão compartilhada com o Ministério da Pesca. "O corpo técnico da estatal já está pronto para prestar todas as orientações que são de sua competência, bem como planejar, organizar e operar os serviços de movimentação e armazenagem", disse Aguiar.

O Terminal - A obra envolvendo o TPP/PB foi realizada com recursos dos governos federal e estadual, com um investimento de mais de R$ 14 milhões que contribuirá para o fortalecimento e dinamização da cadeia produtiva da pesca na região. A área compreende as instalações de apoio à atividade pesqueira, tais como ancoradouros, docas, cais de acostagem, galpão industrial com salas de beneficiamento, câmaras frigoríficas e entreposto comercial. O complexo dispõe, ainda, de edificações destinadas às atividades administrativas e de apoio, além de sala para os fiscais federais agropecuários, estação de radiocomunicação, uma casa de máquinas para os equipamentos de refrigeração, sala de manutenção e uma subestação de energia elétrica.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink