Concurso para incentivar café de qualidade será em Siqueira Campos
CI
Agronegócio

Concurso para incentivar café de qualidade será em Siqueira Campos

Objetivo é alavancar produção e agregar valor à atividade
Por:
Objetivo é alavancar produção do grão e agregar valor à atividade

A Festa do Café de Siqueira Campos, que acontece entre os dias 28 e 31 deste mês, será o palco para a 10ª edição do Concurso Café de Qualidade do Paraná, que tem o objetivo de incentivar a melhoria da qualidade e agregar valor ao grão produzido no Estado. Os três primeiros colocados em cada categoria dividirão R$ 30 mil em prêmios e os cinco melhores terão os lotes comprados pelo governo estadual, com acréscimo de 25% no preço sobre o valor da BM&FBovespa.


O secretário executivo da Câmara Setorial do Café no Paraná e coordenador da organização do concurso, Paulo Sérgio Franzini, diz que o evento faz parte da estratégia para inserir o produto paranaense entre os melhores do Brasil. Sobre os preços pagos pelo grão, ele conta que o preço mais baixo da saca de café fica em torno de R$ 330, mas que há casos em que o valor chega a R$ 380 para um produto considerado bom ou R$ 580 para o especial. ''A produtividade aumenta, o lucro aumenta e o produtor vira empresário'', diz Franzini.

Segundo ele, o objetivo é que mais agricultores da região consigam a certificação Fair Trade. ''São 120 produtores com certificação dos 4,5 mil cafeicultores da região'', conta.

A área plantada no Paraná foi reduzida a quase a metade nos últimos 12 anos, ao passar de 163,9 mil hectares em 2000 para 87,09 mil hectares hoje. Porém, o engenheiro agrônomo Maurício Castro Alves, do Instituto Paraense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), diz que a evolução da produção tem compensado para o agricultor. ''Em 2000 se produzia 11 sacas por hectare e hoje é possível chegar a 24'', afirma.


Mesmo assim, a produção paranaense foi reduzida de 2,2 milhões de sacas há 12 anos para 1,7 milhão hoje, o que mostra a necessidade de o produtor investir em qualidade. Franzini diz que 80% dos grãos que passam por laboratórios paranaenses são de boa qualidade, mas que falta mão de obra no Estado.

O secretário de Agricultura de Siqueira Campos e coordenador da Festa do Café, Jaime Alves de Melo, afirma que o Norte Pioneiro tem identificação geográfica com o produto. ''Serão 400 produtores do Estado no concurso, dos quais 150 apenas da região'', diz.


Serviço:
Festa do Café de Siqueira Campos
Data: 28 a 31 de outubro
Local: Pavilhão de Festas do Santuário do Senhor do Bom Jesus

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink