Conferência Mundial do Café vai ocorrer em setembro

Agronegócio

Conferência Mundial do Café vai ocorrer em setembro

A 2ª Conferência Mundial do Café, em Salvador, deve criar diretrizes para orientar o mercado internacional
Por:
1 acessos

A 2ª Conferência Mundial do Café, marcada para 24 e 25 de setembro deste ano, em Salvador, deve criar diretrizes para orientar o mercado internacional do produto, avalia o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues. “Vamos definir uma política mundial para o café, estabelecendo regras para a produção e consumo que permitam uma estabilidade de preços”, disse Rodrigues, no último fim de semana, em Ourinhos (SP). Ele vai presidir o evento, que reunirá representantes de 74 países exportadores e importadores do produto.

Promovida pela Organização Internacional do Café (OIC) em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a conferência terá três vertentes principais, segundo Rodrigues. “De um lado, vamos olhar o que aconteceu na história mundial do café e tirar lições desses acontecimentos.” A partir disso, prossegue, desenharemos o atual cenário global do produto, estimando a oferta e a demanda entre os países produtores e importadores. “Em função desses dois fatos, a história aprendida e a situação atual, definiremos uma política para o café.”

Nos últimos anos, lembrou Rodrigues, o setor enfrentou sérios problemas, com uma depreciação acentuada dos preços do café. No final dos anos 80 e parte dos 90, as exportações FOB dos países produtores da commoditie variavam entre US$ 10 e US$ 12 bilhões anualmente, caindo para cerca de US$ 5,5 bilhões a partir de 2000. Nos últimas duas décadas, houve uma queda entre 50% e 86% nas cotações internacionais do produto. No mesmo período, o valor das vendas de varejo nos países consumidores cresceu em quase 165%, subindo de US$ 30 bilhões para US$ 80 bilhões.

Com o tema “Lições que surgem da crise: novos caminhos para o setor cafeeiro”, a conferência terá três sessões: Lições que surgem da crise; Políticas de café em uma economia de mercado; e Como Desenvolver uma economia cafeeira sustentável. Entre os participantes do evento estão autoridades internacionais como o diretor-executivo da OIC, Nestor Osório, e o presidente do Instituto para Informações Científicas sobre Café (ISIC), Ernesto Illy.

O objetivo da conferência é contribuir para o cumprimento do Convênio Internacional do Café, cuja principal meta é incentivar os países-membros da OIC a desenvolver uma economia cafeeira sustentável. “As causas da atual crise e os meios para evitar a repetição de uma situação análoga no futuro formarão a base para a análise e as discussões do encontro de Salvador”, reforça o secretário de Produção e Agroenergia do Mapa e coordenador-executivo do evento, Linneu da Costa Lima.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink