Confiança do comércio no Brasil sobe em dezembro e termina ano em maior nível em quase 6 anos

Economia

Confiança do comércio no Brasil sobe em dezembro e termina ano em maior nível em quase 6 anos

Confiança do comércio no Brasil teve melhora significativa tanto na percepção dos empresários em relação à situação atual quanto nas expectativas
Por:
67 acessos

A confiança do comércio no Brasil teve em dezembro uma melhora significativa tanto na percepção dos empresários em relação à situação atual quanto nas expectativas, terminando o ano em seu maior valor em quase seis anos, informou nesta quarta-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com alta de 5,7 pontos, o Índice de Confiança do Comércio (Icom) foi em dezembro a 105,1 pontos, atingindo seu maior nível desde abril de 2013.

“A confiança do comércio encerra 2018 com alta expressiva no quarto trimestre. É a primeira vez desde março de 2014 que o índice ultrapassa os 100 pontos, limite que identifica a transição para níveis elevados de confiança”, destacou o coordenador da FGV/IBRE, Rodolpho Tobler.

“Depois de passar por períodos turbulentos ao longo do ano, como a greve dos caminhoneiros e o período eleitoral, os comerciantes esperam aumento de vendas neste final de ano e têm boas expectativas para o começo de 2019”, completou.

De acordo com a FGV, 11 dos 13 segmentos pesquisados registraram alta em suas taxas de variação.

O Índice da Situação Atual (ISA-COM) registrou sua terceira alta consecutiva, subindo 4,1 pontos, para 97,4 pontos, seu maior valor desde abril de 2014.

O Índice de Expectativas (IE-COM) também apresentou sua terceira variação positiva consecutiva, avançando 7,0 pontos, para 112,58 pontos, registrando seu maior nível desde fevereiro de 2011.

“A sustentação dessa recuperação dependerá da continuidade da melhoria do mercado de trabalho e da redução da

incerteza”, completou Tobler.

O resultado do comércio acompanha a confiança da construção, divulgada também nesta quarta-feira e que terminou 2018 em seu maior nível em quatro anos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink