Confira a previsão do tempo
CI
Imagem: Marcel Oliveira
AGROTEMPO

Confira a previsão do tempo

Avanço da frente fria no Sul foi acompanhada de fortes instabilidades
Por: -Eliza Maliszewski

O avanço da frente fria no dia de ontem na região sul foi acompanhada de fortes instabilidades e de maneira generalizada. E para esta terça-feira (12/01) a influência deste sistema em conjunto com instabilidades geradas por regiões de baixa pressão e o calor em superfície, serão os ingredientes para a formação de temporais em boa parte do centro sul do país. Além disso, a Alta da Bolívia e um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis auxiliam nas instabilidades do setor centro-norte do Brasil.

Nos estados do AM, AC, RO, RR, no norte do país, as chuvas serão causadas pela influência do calor e umidade disponíveis, porém de distribuída. Entretanto no AP, por conta do posicionamento da zona de convergência intertropical a tendência é de que as chuvas fiquem melhor distribuídas e com volumes significativos no norte do estado. No PA, os ventos, em grandes altitudes, mais intensificados devido à interação entre os sistemas Alta da Bolívia e o VCAN, dão condições para temporais localmente fortes entre o centro sul do estado.E em contraste com as chuvas, no estado TO, o tempo terá uma tendência mais de ficar mais seco, porém não se descarta a possibilidade de uma chuva isolada e localizada decorrente do forte calor no extremo norte e sul do estado. 

Os ventos de altitude, também deixam o tempo instável em parte da região nordeste, com condições para temporais localmente fortes entre o oeste da BA, PE, PI e MA, sendo que os volumes mais significativos ficarão para o estado do MA. Nos estados do CE, RN e PB, há condições para chuva fraca e passageira. No RN e AL o tempo segue seco.

No GO, no centro-oeste, as chuvas ficam bem distribuídas com volumes significativos para o centro-sul do estado. Além disso, a presença de uma região de baixa pressão no Paraguai, somada ao calor e ao fluxo de ar quente e úmido da região amazônica darão condições para temporais localmente fortes com raios, vendavais e potencial para queda de granizo no sul MS e temporais menos intensos na região do bolsão sul matogrossense. Já no norte do MT o tempo fica mais seco, entretanto no sul e leste do estado há condições para chuvas melhor distribuídas.

Os temporais também seguem em praticamente todo o sudeste, sob a influência de regiões de baixa pressão, calor e umidade disponível. Com isso, há condições para pancadas de chuvas volumosas, principalmente entre o centro-sul de MG, norte e litoral de SP e RJ. 

Na região sul, o avanço da frente fria e a região de baixa pressão no país vizinho fortalece as instabilidades, aumentando as chances para temporais fortes acompanhados de raios, vendaval e queda de granizo. Principalmente no oeste dos estados do PR, SC e noroeste do RS. Como a frente fria fica de forma estacionada entre RS e SC, há condições para chuvas localmente fortes nessas regiões. 

Na quarta e quinta-feira (13 e 14/01) o sistema frontal avançará de forma mais oceânica e reforçando as áreas de instabilidade em parte do Sudeste, principalmente em boa parte de SP, sul de MG, sul do RJ, além de áreas do norte e leste do PR, na forma de tempestades. Os volumes de chuva aumentarão de forma considerável em áreas do Sudeste principalmente na faixa leste de SP. Estas instabilidades em parte do centro-sul do país continuarão a se alinhar pelo interior e norte do país, onde se observa os ventos mais intensos em altitude, devido a Alta da Bolívia e o VCAN, além do forte calor.

Veja como foi o volume de chuva acumulada nas últimas 24 horas

Veja como se comportaram as temperaturas nas últimas 24 horas

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink