Congresso debate os desafios para a produção de sementes de alta qualidade

Agronegócio

Congresso debate os desafios para a produção de sementes de alta qualidade

As inscrições para o evento estão abertas e devem ser feitas antecipadamente
Por: -Janice
435 acessos
Produtores de sementes e de mudas, técnicos de campo e de laboratórios, acadêmicos e pesquisadores envolvidos com a produção, análise e tecnologia de sementes terão a oportunidade de conhecer as novidades e debater os desafios da produção de sementes de alta qualidade, durante o 16º Congresso Brasileiro de Sementes, evento que a Abrates (Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes) promove em Curitiba, PR, de 31 de agosto a 3 de setembro. As inscrições para o evento estão abertas e devem ser feitas antecipadamente pelo endereço: www.abrates.org.br/cbsementes.

Com o tema “Qualidade: desafio permanente”, o congresso deve reunir cerca de 1200 participantes. “É uma importante oportunidade para o intercâmbio científico e para a atualização profissional, pois procuramos desenvolver uma programação que engloba um panorama atual dos principais temas e discussões do setor”, explica o pesquisador Francisco Krzyzanowski, presidente Abrates e pesquisador da Embrapa Soja.

Aprimorar a qualidade das sementes comercializadas é um desafio que envolve todo o segmento de sementes, um setor que movimentou cerca de R$ 8 bilhões na safra 2007/08, segundo dados da Abrasem (Associação Brasileira dos Produtores de Sementes). A produção brasileira de sementes é de aproximadamente 2,1 milhões de toneladas.

A programação oficial do evento reúne painéis com discussões sobre o conceito de qualidade de sementes e sua evolução; uma avaliação sobre os seis anos da lei de sementes; palestrantes internacionais que trarão ao público presente o estado-da-arte em inovações em suas instituições de origem; o uso de sementes para biocombustíveis, técnicas de detecção de patógenos e bactérias, emissão de certificados de origem, a nova versão das Regras de Análise das Sementes, que foi atualizada para seguir os padrões internacionais, entre outros assuntos. Durante o congresso, também serão realizados o Simpósio Brasileiro de Patologia de Sementes e o Simpósio de Sementes Florestais.

Além da programação técnica, o congresso já recebeu a inscrição de mais de 950 trabalhos científicos, que serão apresentados na modalidade pôster e oral. “É o maior evento técnico-científico dos segmentos envolvidos na produção de sementes e mudas no mundo”, ressalta Krzyzanowski. As informações são da assessoria de imprensa do Congresso Brasileiro de Sementes.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink