Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio terá mais de 20 temas para serem abordados

Agronegócio

Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio terá mais de 20 temas para serem abordados

Aproximadamente 400 pessoas já se inscreveram para o evento que vai destacar os principais assuntos que envolvem o dia a dia da mulher no Agronegócio
Por:
736 acessos

Aproximadamente 400 pessoas já se inscreveram para o evento que vai destacar os principais assuntos que envolvem o dia a dia da mulher no Agronegócio 

A minha atividade é sustentável? Como medir e gerenciá-la? Essas são apenas algumas das perguntas que serão respondidas por Marcela Costa, Analista de Socio ecoeficiência da Fundação Espaço ECO®, durante o Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, nos dias 25 e 26 de outubro.  

O Congresso acontece no Transamerica Expo Center, em São Paulo, que também é responsável por sua realização e vai apresentar uma pesquisa inédita no setor sobre o Perfil da Mulher no Agronegócio, que foi realizada em parceria com a ABAG, Associação Brasileira do Agronegócio, e a PwC.  

Segundo Marcela Costa, o Brasil é um dos maiores produtores de alimentos básicos do mundo, tendo papel cada vez mais importante para a garantia da segurança alimentar global. A sustentabilidade é um elemento intrínseco do conceito de segurança alimentar e precisa estar garantida em todos os elos da cadeia de valor. “A metodologia Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) nos permite estudar os impactos potenciais nos pilares econômicos, ambientais e sociais, e quantificá-los por meio de indicadores na cadeia de valor”, completa.

“A sustentabilidade não começa pela viabilidade econômica. Da mesma forma não podemos separar o pilar ambiental e social dessa temática. A frase “não se pode cuidar do verde quando se está no vermelho” é um paradigma quebrado quando olhamos para a adoção do sistema de integração Lavoura-Pecuária-Floresta. Uma vez que desde o início o “verde” é cuidado, os nutrientes passam por processos de ciclagem, menos recursos externos ao sistema são necessários. Dessa forma, obtemos o retorno financeiro desejado”, declara a analista de Socioecoeficiência.

Concomitante a isso, continua Marcela, o sistema necessita contar com recursos humanos qualificados. ‘É necessário criarmos condições de inclusão social e capacitação de pessoas. Igualdade de gênero e capacitação, por exemplo, já são indicadores mensuráveis dentro do aspecto social de uma ACV em diversos lugares do mundo’, esclarece.

O desafio não é apenas produzir alimentos, mas garantir alimentos de alta qualidade com o meio ambiente preservado, para assegurar o atendimento das necessidades de gerações presentes e futuras, produzidos em um ambiente acolhedor dos anseios e das necessidades sociais. A ACV contempla atributos mensuráveis e comparáveis, compondo uma base robusta de informações, norteada por uma visão sistêmica da sustentabilidade e, a partir disso, foco nos esforços de gerenciamento, priorizando ações de melhoria e investimento de capital.

Este assunto une-se aos mais de 20 temas, que serão conduzidos por 35 palestrantes de todo o país.

As inscrições para o Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio podem ser feitas no site www.mulheresdoagro.com.br, que traz a programação completa e outras informações.

Encontro de Analistas da Scot Consultoria - 25 de novembro - www.encontrodeanalistas.com.br


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink