Conselho Agropecuário do Sul pede à FAO para ser ouvido em recomendações sobre a agropecuária

Agronegócio

Conselho Agropecuário do Sul pede à FAO para ser ouvido em recomendações sobre a agropecuária

Documento à agência da ONU foi sugerido pelo ministro Blairo Maggi, durante reunião no Paraguai
Por:
208 acessos

O Conselho Agropecuário do Sul (CAS) pretende debater com a FAO – agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para alimentação e agricultura – informações relacionadas à agropecuária antes da divulgação de decisões relacionada ao setor. A posição do CAS, integrado por ministros da Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai, é uma resposta à recomendação da FAO para redução do consumo de carne bovina para evitar efeitos dos gases lançados na atmosfera pela pecuária. O documento do CAS foi elaborado a pedido do ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e será enviado à FAO.
 
O comunicado à agência da ONU foi aprovado na última quinta-feira (3), durante a reunião de ministros. No documento, eles pedem à FAO que considere a importância nutricional da carne. Destacam ainda que o órgão deve avaliar as novas práticas de criação de gado, desconsideradas nos estudos que o levaram a emitir a recomendação sobre a diminuição do consumo de carne de gado.
 
Os ministros da região também aprovaram declarações sobre segurança alimentar e uso de biotecnologias na produção de alimentos. Ao final da reunião, o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do Mapa, Odilson Ribeiro, pediu apoio para implementar resolução da Junta Interamericana de Agricultura (JIA) que cria, em articulação com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), um grupo de trabalho para melhorar a capacidade dos países das Américas na avaliação de riscos sanitários e fitossanitários.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink