Consumidores de milho do Paraná estão na expectativa de preço do cereal
CI
Agronegócio

Consumidores de milho do Paraná estão na expectativa de preço do cereal

Por:

O presidente da Associação dos Avicultores do Paraná (Avipar), Domingos Martins, acredita que só a garantia de bom preço será capaz de incentivar o produtor a plantar uma área maior de milho e conseqüentemente, acabar com a crise que o setor, grande consumidor do grão, vem enfrentando. ''Se o produtor tiver uma remuneração que cubra seus custos e lhe garanta alguma lucratividade, certamente vai plantar milho'', considera.

Para Martins, se as reivindicações de seguro e Proagro para o safrinha forem atendidas, serão grandes reforços à toda a cadeia produtiva do milho, mas ele argumenta que o governo federal deveria trabalhar com a oferta de preço mínimo para o produto, para garantir o plantio.

Outra idéia defendida pelo presidente da Avipar é de que o governo federal regionalize o financiamento para o milho, com juros baixos. ''Não adianta financiar milho em regiões onde o consumo é pequeno'', acredita.

O presidente da Associação Paranaense dos Suinocultores (APS), Romeu Carlos Royer, defende a criação do seguro para a cultura. ''Porque é que sempre o produtor é quem precisa arriscar?'', questiona. Mas ele concorda com Martins, no que diz respeito ao preço do produto. ''É preciso manter uma relação entre o preço do milho e da soja, para que o produtor se sinta estimulado a plantar o milho, que é uma cultura de risco.''

Apesar da crise enfrentada no ano passado, os avicultores estão otimistas. Segundo Martins, se o preço do milho se mantiver nos mesmos níveis praticados hoje (R$ 20,00 a R$ 22,00 a saca) o produtor consegue produzir sem ter prejuízos. ''Claro que para isso é preciso muita eficiência'', ressalta. Já na suinocultura a situação continua difícil. Nas primeiras semanas desse ano, o preço caiu cerca de 10%. ''O preço do milho baixou, mas o preço do suíno também caiu e se estabilizou'', explica. Essa semana, a região Sudoeste está praticando os menores preços. Um quilo de suíno vivo está sendo vendido pelo produtor a R$ 1,30.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.