Consumo de arroz e feijão cai
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,650 (0,00%)
| Dólar (compra) R$ 5,55 (0,74%)

Imagem: Pixabay

BASE ALIMENTAR

Consumo de arroz e feijão cai

O café segue na liderança em consumo e o prato típico do brasileiro teve retração
Por: -Eliza Maliszewski
587 acessos

A Pesquisa de Orçamentos Familiares divulgada nesta sexta-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que a tradicional combinação entre feijão e arroz perdeu espaço na mesa do brasileiro. Nos últimos dez anos analisados, de 2008 a 2018, o consumo de feijão passou de 72,8% para 60% e a presença do arroz, por sua vez, variou de 84% para 76,1%. 

Quando analisadas as preparações em separado houve avanço nos dois itens. Os preparos com o feijão saltaram de 3% para 12% e aqueles utilizando o arroz subiram de 1,4% para 2,8%.

Mesmo com a queda os dois itens seguem sendo a base alimentar e os mais consumidos. De acordo com a pesquisa, o consumo médio diário de feijão (142,2 gramas) e arroz (131,4 gramas) só é inferior ao do café (163,2 gramas).

Nesta safra o Brasil colheu 3,1 milhões de toneladas de feijão, avanço de 5,4% com destaque para a variedade de cores, com 1,9 milhão de toneladas. No arroz foram 11,1 milhões de toneladas, alta de 6,6%, sendo 90% irrigado.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink