Consumo de orgânicos cresce 50%
CI
Imagem: Marcel Oliveira
NO BRASIL

Consumo de orgânicos cresce 50%

Com consumidores cada vez mais preocupados com a origem dos alimentos o mercado dos produtos desponta
Por: -Eliza Maliszewski

A alimentação saudável cresceu no primeiro semestre no Brasil. Segundo a Associação de Promoção dos Orgânicos (Organis) a venda de produtos orgânicos teve crescimento de mais de 50% no país. 

Com consumidores cada vez mais preocupados com a origem dos alimentos o mercado dos produtos livres de agrotóxicos desponta. Os orgânicos são aqueles cultivados de maneira sustentável na agricultura orgânica ou biológica, são livres de adubos químicos, aditivos sintéticos, hormônios e defensivos agrícolas. 

Uma pesquisa recente realizada pela Nielsen, empresa de pesquisa especializada em análise de varejo, revelou que “orgânico” é um dos pilares do crescimento voltado para alimentos saudáveis. Em outra pesquisa realizada pela Organis, 84% dos entrevistados apontam como principal motivo para o consumo de orgânicos a preocupação com a saúde.

Empresas do setor apostam no segmento. Esse é o caso da paranense Jasmine que cresceu 71% em vendas para grandes redes. A empresa trabalha com alimentos orgânicos como pães, biscoitos, grãos, cereais, açúcar, sucos e molhos. As vendas para o comércio tiveram um crescimento de 9,9% em toneladas. Segundo a gerente de inovação de produto, Melissa Gomide Carpi, a agricultura orgânica não é apenas um processo voltado para os produtos sem contaminantes. Ela também contribui com solo, fauna, flora e toda biodiversidade. “Com reflexos diretos em nossa saúde, o consumo de alimentos orgânicos ajuda a fortalecer a sustentabilidade de uma cadeia de suprimento ecológica. Além disso, são considerados essenciais para o desenvolvimento saudável do corpo por serem cultivados de maneira natural. Por isso, são alimentos ricos em nutrientes”, ressalta.

Para um alimento ser considerado orgânico, segundo a legislação brasileira e internacional, ele deve apresentar selo de certificação que explicita a categoria e porcentagem de produção de cultivo orgânico.

Um produto considerado “in natura” é aquele 100% orgânico, cultivado de acordo com todas as regras de produção orgânica. Já o produto considerado orgânico é aquele que contém pelo menos 95% de ingredientes produzidos de modo orgânico. Outra classificação é a de “produto feito com ingredientes orgânicos”, ou seja, o produto possui de 70% a 95% de ingredientes orgânicos. Para os produtos que contêm menos de 70% de ingredientes orgânicos, mas seguem as regras estabelecidas pela legislação, são considerados produtos naturais.

*com informações da assessoria de imprensa
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink