Controle da antracnose do guaranazeiro
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,090 (1,09%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)


Agronegócio

Controle da antracnose do guaranazeiro

Medidas preventivas e protetoras que ajudam a controlar a doença
Por:
1342 acessos
Confira medidas preventivas e protetoras que ajudam a controlar a doença

O guaraná é a cara da Amazônia. Entretanto, atualmente a produção no Amazonas é insuficiente para atender a demanda local, até mesmo das grandes indústrias de refrigerantes. Isso tem ocorrido principalmente pela baixa produtividade dos plantios, aliada à falta de manejo dos guaranazais e à alta incidência da doenças que atacam as plantas. Dentre as doenças, uma que causa maior preocupação é a antracnose, causada por um fungo, que ataca as folhas das plantas e provoca perdas na produção.

Em plantios afetados pela doença é recomendada a realização de podas de limpeza logo após a colheita, para eliminar galhos secos e remanescentes de inflorescências e cachos. Em plantios altamente afetados, deve-se promover a poda fitossanitária no final do período das chuvas (no Amazonas, entre a segunda quinzena de abril até a primeira quinzena de maio), com a redução de 50% do volume da copa, remoção de 50% do comprimento dos ramos e retirada obrigatória dos ramos podados do plantio. Após a poda, é necessária uma correta adubação para garantir a recuperação das plantas.

Como medida preventiva de controle da antracnose, a Embrapa recomenda a utilização de cultivares que apresentem resistência estável a essa doença. As mudas das cultivares devem ser adquiridas em viveiros idôneos, credenciados pelo Ministério da Agricultura.

Como o consumo do guaraná pelas indústrias de refrigerantes, farmacêutica, química e de cosméticos tem crescido a cada dia, o mercado é promissor para os agricultores.

Saiba mais sobre este assunto ouvindo o Prosa Rural, o programa de rádio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O programa conta com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Responsável: Adriana Ribeiro
Email: adriana.ribeiro@cpaa.embrapa.br
Unidade: Embrapa Amazônia Ocidental

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink