Convênio para o repasse de R$ 52 milhões para empresas de Ater é assinado pela Sead

Agronegócio

Convênio para o repasse de R$ 52 milhões para empresas de Ater é assinado pela Sead

Grande parte dos presidentes das entidades públicas que serão beneficiadas estavam presentes
Por:
867 acessos

Durante o seminário “Plataforma de Resultados da Assistência Técnica e Extensão Rural Brasileira”, que ocorre nesta quinta-feira (8), em Brasília, o secretário especial da Sead, José Ricardo Ramos Roseno, participou da cerimônia de assinatura do convênio para o repasse de R$ 52 milhões destinados ao serviço público de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) dos 27 Estados da Federação. 

Grande parte dos presidentes das entidades públicas que serão beneficiadas estavam presentes, bem como diversas autoridades e representantes de entidades ligadas à agricultura familiar. O secretário especial ressaltou que este é um momento de oportunidades para a política de Ater: “Além desta entrega tão significativa de R$ 52 milhões, é importante destacar que o orçamento previsto da Sead saltou de R$ 1,4 bilhão em 2016 para R$ 1,7 bilhão em 2017. E nunca tivemos um volume tão expressivo de recursos de emendas parlamentares individuais como agora, que devemos ter R$ 480 milhões para a nossa pasta. Ou seja, é um total de quase R$ 2,2 bi para a Sead no ano que vem”, disse. 

A retomada dos investimentos pelo Governo Federal na Ater pública estadual também foi destacada pelo Oficial Nacional da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Valter Bianchini. Segundo ele, a conquista destes recursos é mais representativa devido ao momento de verbas escassas pelo qual o Brasil passa. E, na ocasião, anunciou que a FAO vai fazer parcerias para viabilizar o investimento de 40 mil dólares para a identificação de boas práticas de Emateres que têm plataforma digital. “Queremos ampliar o potencial da Ater em métodos mais participativos”, disse.

O secretário adjunto da Sead, Jefferson Coriteac, ressaltou o esforço feito para angariar os recursos: “Sabemos que bons profissionais nós já temos em nossa rede, mas faltava infraestrutura”, frisou. O deputado federal Zé Silva, presidente da Frente Parlamentar de Ater, elogiou o trabalho feito por toda a equipe da Sead: “Foi uma decisão muito inteligente a de assumir um compromisso tão importante quanto este”, disse, referindo-se ao fato de as políticas de Ater terem se tornado prioridade no Governo Federal.

Otimismo
Em seu pronunciamento, o secretário especial José Ricardo Ramos Roseno disse que 2017 vai ser o ano da assistência técnica para o rural brasileiro. Ao explicar como está sendo feito o planejamento estratégico da Sead, ele adiantou que a comercialização dos produtos dos agricultores familiares e a regularização fundiária são também políticas prioritárias na secretaria. 
Satisfeito, o presidente da Emater do Rio Grande do Sul, Clair Kuhn, disse que todo o recurso que é destinado a melhorias para os agricultores familiares são um bom investimento. “Na nossa Emater, serão mais de 120 veículos novos e computadores que vão ser utilizados na ponta. Isso vai ajudar o técnico a chegar mais fácil no agricultor e vai fazer com que o agricultor tenha uma resposta mais rápida”, disse.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink