Convênio permite estágio curricular em unidades da Fepagro
CI
Agronegócio

Convênio permite estágio curricular em unidades da Fepagro

Por:
Alunos da Escola Estadual de Ensino Médio Ildefonso Simões Lopes, do município de Osório, poderão fazer estágio curricular nas unidades de pesquisas de Maquiné e Terra de Areia, respectivamente, Fepagro Litoral Norte e Aquicultura e Pesca. A escola possui cursos técnicos nas áreas de Agricultura e Meio Ambiente.


Em Maquiné, os alunos terão a oportunidade de trabalhar com melhoramento genético de feijão, frutíferas nativas, tropicais e palmeira juçara. Segundo Rodrigo Favreto, diretor da unidade, o estágio faz parte do projeto pedagógico do curso e visa ao aprendizado de competências próprias da atividade profissional e à contextualização curricular. “A iniciativa busca o desenvolvimento do aluno para a vida cidadã e para o trabalho” afirma.

A Escola Rural de Osório, como era chamada, faz parte do histórico da Fepagro. O prédio onde hoje funciona o estabelecimento serviu de sede para a estação experimental - Fepagro Litoral Norte - no período de 1920 a 1950. A partir daí, a estação foi transferida para área atual, no município de Maquiné.Convênio permite estágio curricular em unidades da Fepagro




Alunos da Escola Estadual de Ensino Médio Ildefonso Simões Lopes, do município de Osório, poderão fazer estágio curricular nas unidades de pesquisas de Maquiné e Terra de Areia, respectivamente, Fepagro Litoral Norte e Aquicultura e Pesca. A escola possui cursos técnicos nas áreas de Agricultura e Meio Ambiente.

Em Maquiné, os alunos terão a oportunidade de trabalhar com melhoramento genético de feijão, frutíferas nativas, tropicais e palmeira juçara. Segundo Rodrigo Favreto, diretor da unidade, o estágio faz parte do projeto pedagógico do curso e visa ao aprendizado de competências próprias da atividade profissional e à contextualização curricular. “A iniciativa busca o desenvolvimento do aluno para a vida cidadã e para o trabalho” afirma.


A Escola Rural de Osório, como era chamada, faz parte do histórico da Fepagro. O prédio onde hoje funciona o estabelecimento serviu de sede para a estação experimental - Fepagro Litoral Norte - no período de 1920 a 1950. A partir daí, a estação foi transferida para área atual, no município de Maquiné.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink