Cooperação traz plantio de cacau e outras culturas para Sergipe

Agronegócio

Cooperação traz plantio de cacau e outras culturas para Sergipe

O objetivo é realizar estudos, pesquisas e implantação de unidades demonstrativas
Por:
2521 acessos
Um acordo de Cooperação Técnica foi assinado na última terça-feira, 21, entre a Secretaria da Agricultura e Desenvolvimento Agrário do Estado de Sergipe (Seagri) e a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa/Ceplac). O objetivo é realizar estudos, pesquisas e implantação de unidades demonstrativas com plantio de cacau de sequeiro e em consórcio com seringueira, açaizeiro, cupuaçuzeiro e frutíferas e sistemas agroflorestais (SAFs).

Os pesquisadores da Ceplac Paulo Marrocos, José Basílio Vieira, Uilson Vanderlei Lopes e Maria das Graças Parada apresentaram estudos em que apontam cinco modelos para as unidades demonstrativas no território sergipano. Entre estes, o aproveitamento de várzeas e baixadas úmidas com o plantio de açaí; cultivo de cacau em sistema cabruca para preservação de recursos florestais; plantio de cacau em áreas de baixadas e no terço inferior das encostas; consórcio de cacau e citricultura; sistemas agroflorestais com cacaueiros, seringueira, açaí e fruteiras e cultivo de cacau a pleno sol em regiões de pastagens com irrigação.

O secretário Paulo Viana destacou que o centro-sul de Sergipe tem 14 municípios com economia baseada na citricultura e onde há necessidade de diversificação econômica. “No atual Governo temos buscado a diversificação, principalmente pelos efeitos da monocultura e porque, embora a agricultura familiar esteja fortalecida, precisamos oferecer alternativas aos agricultores”, declarou, acrescentando que o Estado é o segundo produtor nacional de milho, quinto maior produtor regional de leite e precisa de soluções agronômicas de curto prazo.

Ainda de acordo com Paulo Viana, a Ceplac é uma instituição nacional de reconhecida competência técnica na extensão rural e na pesquisa. “Temos certeza de que sua valiosa cooperação fortalecerá nosso projeto de ampliar a matriz agropecuária sergipana”, afirmou o secretário. À tarde os técnicos envolvidos fizeram o detalhamento do Programa de Trabalho e as fontes de financiamento para o projeto que inicialmente deve envolver entre 10 e 50 propriedades e ter duração de cinco anos.

A Cooperação Técnica foi assinada no Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), da Superintendência de Desenvolvimento da Região Cacaueira da Bahia da Ceplac. Na solenidade, a Ceplac esteve representada pela chefe-adjunta do Cepec, Stela Dalva Vieira M. Silva, o diretor-técnico do Cepec, José Marques Pereira, o chefe do Serviço de Planejamento da Superintendência, Mário Tavares, e o tensionista Eduardo Paixão, do Centro de Extensão da Ceplac (Cenex).

Representando o Estado de Sergipe, o documento foi assinado pelo secretário de Agricultura, Paulo Carvalho Viana, e o diretor-presidente da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), Jefferson Feitoza de Carvalho. O documento será encaminhado ao diretor da Ceplac, Jay Wallace da Silva e Mota, em Brasília, para que seja assinado e publicado no Diário Oficial da União. O ato também foi acompanhado pelos diretores de AssistênciaTécnica e Extensão Rural Jodemir Antonio Pires Freitas; e de Ações Fundiárias da Emdagro, Antonio Bernardo Silva de Lima.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink