Cooperativas priorizarão investimentos na conservação da água
CI
Agronegócio

Cooperativas priorizarão investimentos na conservação da água

O presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), Marcos Antônio Zordan, convocará para essa tarefa as 53 cooperativas agropecuárias que reúnem 63.291 famílias rurais
Por:
As cooperativas catarinenses concentrarão esforços para auxiliar os produtores rurais na elaboração de projetos e captação de recursos para a construção de sistemas de conservação de água da chuva. O presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), Marcos Antônio Zordan, convocará para essa tarefa as 53 cooperativas agropecuárias que reúnem 63.291 famílias rurais.


As estiagens que todos os anos assolam o território catarinense e a oferta de recursos federais e estaduais são as motivações que levam a OCESC e as cooperativas a priorizar agora os programas de investimentos na conservação da água.

O governo anunciou nesta semana 10 milhões de reais em cotas-extras de financiamento do programa juro-zero para agricultura e piscicultura do Fundo de Desenvolvimento Rural da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca a serem aplicados em sistemas de captação e armazenagem da água da chuva e irrigação pelos agricultores dos municípios atingidos pela estiagem.

Além disso, o Governo do Estado, o Ministério da Agricultura e o BRDE firmaram acordo disponibilizando 6 milhões de reais para financiamentos de sistemas de captação de água e irrigação aos agricultores, com juros de 6,75% ao ano e prazos para pagamento de até doze anos.


Uma terceira medida foi a assinatura de termo de cooperação técnica entre a Secretaria da Agricultura de SC e as agroindústrias para incentivos a investimentos em construção de cisternas destinadas à captação de água da chuva em telhados de granjas de suínos, aves e pecuária de leite, visando o suprimento para uso nas propriedades rurais.

Um dos entusiastas dessa linha de investimentos é o presidente da Coopercentral Aurora, Mário Lanznaster. Ele acredita que com investimentos entre 15 mil e 20 mil reais é possível construir coletores e cisternas para armazenamento de água. Os aviários típicos do grande oeste catarinense – edificações rurais com 100 metros de comprimento por 12 de largura – têm telhados com área superior a 1.500 metros quadrados. Essa cobertura permite coletar até 24.000 litros de água por ano, considerada a precipitação pluviométrica média entre 1.200 e 1.560 mm/ano. Essa reserva pode ser empregada na dessedentação dos animais e na irrigação de cultivares.


Pelo menos um quarto da base produtiva da Coopercentral Aurora – formada por 9.000 produtores de leite, 1.800 criadores de suínos e 1.600 avicultores – deve aderir ao programa de conservação de água. Na próxima semana iniciam as reuniões com técnicos das cooperativas para definição das ações a campo.

Eficiência

O presidente da Ocesc mostra que as cooperativas agropecuárias se transformaram, nos últimos 60 anos, em instrumentos de fortalecimento da renda e melhoria da qualidade de vida das famílias rurais, o que resulta no controle do êxodo rural e no desenvolvimento das comunidades urbanas e agrícolas.


Zordan realça que as cooperativas prestam assistência técnica, educacional e social, recolhem e processam a produção, prospectam mercados e obtêm o melhor resultado financeiro para a atividade. Enfim, acompanham os produtores rurais em todas as atividades, dando-lhe segurança e tranquilidade. Por isso, terão maior sucesso na orientação dos produtores rurais para a implementação do programa de poços, açudes e cisternas.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.