Cooxupé recebe chuvas suficientes para primeiras floradas do café
CI
Agronegócio

Cooxupé recebe chuvas suficientes para primeiras floradas do café

Cafezais no Sul de Minas registraram cerca de 50 milímetros
Por:
SÃO PAULO (Reuters) - A Cooxupé, maior cooperativa de café do Brasil, avalia que as chuvas registradas ao longo da semana nos cafezais de seus cooperados serão suficientes para induzir uma primeira florada para a safra que será colhida em 2013.

Segundo o gerente de Desenvolvimento Técnico Comercial da Cooxupé, José Geraldo Junqueira, os cafezais situados no Sul de Minas registraram cerca de 50 milímetros de chuvas. No Cerrado Mineiro, no entanto, as precipitações ocorreram em menores volumes, não chegando a 20 mm.


"No Sul de Minas, certamente (o volume é considerado satisfatório para as floradas)", afirmou Junqueira, ao responder por email questões da Reuters.

E no Cerrado, acrescentou ele, apesar de menos chuvas, "por ser irrigado, haverá florada".

A Cooxupé, que completou 80 anos em 2012, conta atualmente com cerca de 12 mil cooperados, recebendo café produzido em mais de 200 municípios localizados nas regiões Sul de Minas, Alto Paranaíba (Cerrado Mineiro) e Vale do Rio Pardo, no Estado de São Paulo.


Após um período seco de mais de 60 dias, as primeiras floradas nas áreas da Cooxupé deverão acontecer entre 10 a 15 dias depois da ocorrência das chuvas, disse Junqueira.

No entanto, o representante da cooperativa observou que ainda é "prematuro" avaliar qual será a intensidade das floradas.

A florada nos cafezais brasileiros costuma interferir nos preços globais da commodity, já que a intensidade da ocorrência das flores, tradicionalmente nesta época, determina o tamanho da produção do ano seguinte do país, o maior produtor e exportador global de café.


Outras regiões de Minas Gerais, Estado que produz cerca de metade da safra do Brasil, também terão floradas nos próximos dias. Na quinta-feira, o engenheiro agrônomo Marcelo de Moura Almeida, da Cooparaiso, de São Sebastião do Paraíso, afirmou à Reuters que a primeira e principal florada provavelmente ocorrerá nos próximos dias.


Questionado sobre o assunto, o representante da Cooxupé disse que ainda não tem condições de afirmar se as primeiras floradas serão as principais.

EFEITOS ADVERSOS

Junqueira afirmou que o atípico e elevado volume de chuvas ocorridas neste ano em junho e julho (meses tradicionalmente mais secos) poderão trazer alguns efeitos adversos para as primeiras floradas.

Questionado sobre o assunto, ele citou doenças como a bacteriose e phoma, esta última causada por fungo, mas não entrou em detalhes.

O representante da Cooxupé afirmou que ainda é prematuro para avaliar qual seria o efeito da primeira florada para a próxima safra.

"É cedo para avaliar e afirmar a intensidade dessa florada."

A Cooxupé deverá receber este ano um volume equivalente a mais de 10 por cento da safra nacional, oficialmente estimada em recorde de pouco mais de 50 milhões de sacas de café.

Em entrevista no final de semana à Reuters, o presidente da Cooxupé, Carlos Paulino da Costa, disse que a cooperativa prevê um recebimento de 5,5 milhões de sacas de café em 2012, contra 5,1 milhões de sacas no ano passado.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink