Corteva Agriscience marca presença no 17º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha
CI
Imagem: Pixabay
EVENTO

Corteva Agriscience marca presença no 17º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha

Entre as ações, companhia promove sobre a eficácia e flexibilidade de herbicidas em diferentes sistemas de cultivos
Por:

A Corteva Agriscience participa, de 1 a 3 de dezembro, da 17ª edição do Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha, que reforça a importância do sistema de plantio direto para a agricultura sustentável. Promovido pela Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação, o encontro busca discutir os principais desafios do setor e difundir as mais recentes pesquisas e tecnologias. O evento é realizado de forma bienal e, pela primeira vez, terá o formato 100% digital.

A Corteva, que é patrocinadora Diamante, estará presente com seu portfólio para proteção de cultivos, reforçando a importância de soluções eficientes para a preservação e desenvolvimento do sistema de plantio direto. Na terça-feira, 1/12, às 11h30, a companhia promoverá a palestra "Flexibilidade e eficácia do herbicida Spider em diferentes sistemas de cultivos", ministrada por Felipe Lúcio, pesquisador da Corteva Agriscience. 

O Spider® é um herbicida seletivo, aplicado no solo, recomendado para o controle de plantas daninhas de folhas largas e difícil controle na cultura da soja, como a buva e o capim-amargoso. O produto possui amplo espectro de controle e residual e pode ser utilizado perfeitamente dentro do sistema de plantio direto, colaborando para manter a soja livre da matocompetição e com todo o seu potencial produtivo.

Nos últimos 6 anos, a infestação de buva e capim-amargoso quase dobrou de tamanho no País, causando prejuízos de até 6 sacas por hectare. O problema afeta 50% das lavouras de soja de todo o Brasil. Por isso, a Corteva segue investindo em pesquisa e inovações e, em breve, irá trazer novas soluções para ajudar ainda mais o agricultor neste desafio.

O Sistema de Plantio Direto teve início na década de 1970 no País e revolucionou a agricultura brasileira. Atualmente, a prática é adotada em mais de 30 milhões de hectares no Brasil. Ele visa a produção de alimentos em harmonia com a natureza, com base em três pilares: o não revolvimento do solo, a cobertura permanente do solo e a diversificação de plantas na rotação de cultivos. Para mais informações e inscrição para o evento acesse o link:

.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink