Corteva conscientiza alunos de escolas rurais

Projeto Corteva Escola

Corteva conscientiza alunos de escolas rurais

Projeto Corteva Escola promove atividades com crianças de 7 a 11 anos e mostra a importância do processo de produção de alimentos
Por:
161 acessos

A Corteva Agriscience e a Associação dos Plantadores de Cana do Alto Tietê (ASCANA) promovem, nesta semana, no município de Pederneiras, o projeto socioambiental Corteva Escola. O objetivo é orientar crianças que vivem em áreas rurais sobre o papel do agricultor na dinâmica econômica nacional e a importância da produção de alimentos. Só neste mês, outros dois municípios de São Paulo (Macatuba e Lençóis Paulista) também receberam o projeto, atendendo, no total, 25 escolas e cerca de 1.300 crianças.

O projeto desperta nas crianças a admiração pelo homem do campo, pela importância de seu trabalho e para uma agricultura sustentável, com responsabilidade ao meio ambiente. São realizadas ações em sala de aula com vídeos animados, revista de atividades, concurso de redação e desenho sobre os temas trabalhados.

Ao final do evento, a escola é premiada com um item que permita sua inclusão digital, como um data show por exemplo. Já os trabalhos dos alunos (desenhos e redações) são avaliados e os melhores também ganham prêmios: o melhor aluno de cada escola ganhará um smartwatch (25 premiados); o melhor aluno de cada município ganhará um notebook (3 premiados); o professor do melhor aluno de cada município ganhará um caixa de som portátil (3 premiados) e o segundo melhor aluno de cada município ganhará um smartphone (3 premiados).

“Os alunos são apresentados ao universo do trabalhador rural e ao se capacitarem, por meio de atividades educativas, tornam-se portadores de uma importante mensagem transformadora”, explica Igor Borges, coordenador de Boas Práticas Agrícolas da Corteva. “A abordagem participativa permite a assimilação dos conteúdos propostos e sua divulgação junto à família, promovendo mudanças de atitude, despertando para a prática da cidadania”, completa Borges.

Educação em Boas Práticas Agrícolas

Além do Corteva Escola, a empresa também promove o projeto educativo “Expedição da Agricultura para a Vida”, que tem como objetivo disseminar boas práticas agrícolas.  Por meio de um caminhão com baú adaptado para o formato de sala de aula, o programa percorre diversos municípios brasileiros para oferecer treinamentos técnicos para agrônomos, consultores e profissionais que lidam com a lavoura.

Há também o Programa de Aplicação Responsável (PAR), em parceria com a Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Botucatu, que treina agricultores na aplicação de defensivos agrícolas e reforça a importância das boas práticas agrícolas.

Além desses, integram, ainda, o Programa de Boas Práticas da companhia os projetos sociais Corteva Natureza e Corteva Mulheres no Campo. O Corteva Natureza conscientiza estudantes e moradores de áreas rurais a adotarem práticas que contribuam para a sustentabilidade no campo.

Já o Corteva Mulheres no Campo identifica e expõe a realidade em que vivem as mulheres em relação a sua saúde e da sua família, bem como sua importância no universo profissional. Além disso, propõe adoção de atitudes práticas e saudáveis para que elas conquistem qualidade de vida pessoal e familiar.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink