Cosan alimentos pode ficar fora de fusão

Agronegócio

Cosan alimentos pode ficar fora de fusão

Questão é delicada e ainda precisa se melhor analisada
Por:
37 acessos

A Cosan Alimentos, braço de varejo da Cosan S.A., detentora das marcas União e Da Barra, deve ficar fora da joint venture a ser formada pela fusão de Cosan e Shell. A afirmação é do diretor financeiro da Cosan, Marcelo Martins, que participou nesta segunda-feira (6) de reunião com analistas e investidores na Apimec-SP. Segundo ele, a questão é delicada e ainda precisa se melhor analisada, mas existe uma tendência do negócio de varejo ficar fora da nova empresa. Como a produção de açúcar e álcool ficará dentro da joint venture, neste caso, a Cosan Alimentos compraria o açúcar refinado produzido por ela.

O volume de açúcar cristal, refinado, orgânico, light e demerara, além da linha de matinais que a Cosan produz para o varejo atinge o total de 620 mil toneladas por ano. "A avaliação de quanto isso vale ainda não foi concluída, por isso, não chegamos a uma decisão sobre o destino da Cosan Alimentos", disse Martins. O executivo afirmou que se a Cosan Alimentos for incluída na joint venture, a Cosan S.A. vai licenciar as marcas para que a empresa resultante da fusão possa utilizá-las.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink