Cotação da soja cai em Chicago
CI
Agronegócio

Cotação da soja cai em Chicago

Por:

A suspeita de que os Estados Unidos continuarão a permitir o uso da farinha de osso na alimentação animal provocou queda nos contratos futuros do complexo soja na bolsa de Chicago. Ontem, as cotações do óleo caíram 2,3%, as do farelo 1,5% e as do grão, 0,8%.

A farinha de osso, proteína de origem animal, é apontada como uma das principais causadoras da doença da "vaca louca", mal que causa degeneração do sistema nervoso de bovinos.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda) já havia proibido o uso da farinha de osso na alimentação de bovinos. O produto, no entanto, é permitido na ração de aves e suínos.

"Todo o mercado esperava que o Usda ampliaria as restrições para aves e suínos, mas tudo indica que isso não vai acontecer", diz Renato Sayeg, da Tetras Corretora. A expectativa de que a farinha de osso fosse proibida e substituída pelo farelo de soja vinha dando fôlego às cotações da oleaginosa no mercado internacional. Estimava-se que isso criaria uma demanda extra de até 2 milhões de toneladas de farelo.

Desde o fim de dezembro, quando o primeiro caso de "vaca louca" foi reconhecido nos EUA, os preços do grão subiram 3,8%, os do farelo, 3% e os do óleo, 2,8% em Chicago. "A tendência é de que o mercado sofra uma forte correção de preços", diz Sayeg.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink