Agronegócio

Cotação do café registrou queda de 1,5% em Nova York

A queda no preço do petróleo influenciou ontem a maioria das commodities
Por: -Redação
2 acessos

Os contratos de café com vencimento em março fecharam ontem (18-01) a 119,75 centavos de dólar por libra peso na Bolsa de Nova York (Nybot), queda de 1,52% em comparação ao dia anterior.

De acordo com o analista da Safras & Mercado, Gil Barabach, a baixa teve como principal motivação a queda de 1,75% registada no petróleo, que fechou ontem a 50,40 dólares o barril. "Foi um percentual de queda muito grande para um único dia", afirma o analista. Assim, como o petróleo é a commodity mais negociada no mundo, também influencia fortemente o movimento de outras commodities.Mas, além do tombo do petróleo, a queda do café também teve motivação por conta da entrada da safra de importantes regiões produtoras do mundo. "Isso causou uma postura mais vendedora dos agentes do mercado", explica Barabach.

A situação de oferta está abundante. Há uma concentração de entrada do grão nesse período, com as safras mexicana, a vietnamita e também a brasileira, conforme detalha o analista. "Assim, o preço só não caiu mais hoje porque a indústria está adquirindo o produto, já aproveitando o preço mais baixo. Essa condição, de certa forma, limita as perdas", analisa Barabach.

Açúcar:

Depois da queda intensa da última quarta-feira, as cotações de açúcar se mantiveram estáveis ontem em Nova York. Os contratos com vencimento em maio fecharam em 10,82 centavos de dólar por libra peso, queda de dois pontos. "Como a commodity vinha de uma queda mais acentuada nos últimos dias, o mercado reteve novas baixas, mesmo com o movimento forte de retração do petróleo", explica Barabach.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink