Cotações do arroz em casca no RS caem quase meio por cento nas duas primeiras semanas

Agronegócio

Cotações do arroz em casca no RS caem quase meio por cento nas duas primeiras semanas

Cepea/Esalq indicou preço médio de R$ 33,78 por saca de 50kg
Por:
1098 acessos
Cepea/Esalq indicou preço médio de R$ 33,78 por saca de 50kg de arroz em casca, nesta segunda-feira no RS

Os preços médios do arroz em casca no Rio Grande do Sul seguem indicando uma leve queda em outubro e falta de liquidez, ainda refletindo o impacto da oferta de estoques do governo federal, as dificuldades para exportações no primeiro semestre, o aumento das compras no Mercosul e a instabilidade das cotações do dólar. O indicador de preços do arroz em casca ESALQ/Bolsa Brasileira de Mercadorias-BM&FBovespa fechou nesta segunda-feira, (14/10) acumulando queda de 0,47% em outubro, em R$ 33,78. Em dólar, equivaleria a US$ 15,53 a mais alta cotação em uma semana, por conta da valorização da moeda brasileira nos últimos dias.


As duas primeiras semanas de outubro mantiveram fluxo lento, baixa liquidez sobre o produto em casca e a indústria demandando apenas o necessário, frente à resistência do varejo em aceitar repasses de custos com a matéria-prima. Assim sendo, o setor espera que a Conab não realize novos leilões de oferta. A boa notícia da semana foi de que, apesar de uma queda significativa no comparativo com o mês de agosto – que computou embarques atrasados de julho - as exportações brasileiras alcançaram um patamar importante em setembro.

BALANÇA COMERCIAL

O analista da Agrotendências Consultoria em Agronegócios, Tiago Sarmento Barata, explica que apesar da redução da intensidade dos embarques, o mês de setembro foi mais uma vez caracterizado pelo bom desempenho das exportações brasileiras de arroz. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), foram exportadas 103.133 toneladas (base casca), das quais 50,15% de arroz beneficiado e outros 31% de quebrado.



Houve queda de 35% em relação aos embarques realizados no mês anterior, mas o volume exportado é 23% superior à média mensal até então consolidada (83,6 mil t/mês). Benin e Senegal foram os principais mercados atendidos, envolvendo respectivamente arroz parboilizado e quebrado.

Desde o início do ano comercial, foram exportadas 604,8 mil toneladas (base casca). A expectativa para os próximos cinco meses, tendo como base a média mensal até então obtida, leva a uma projeção de exportação de 1.036,8 mil t, ou 136,8 mil toneladas a mais do que o previsto pela Conab. Este volume seria importante para enxugar o estoque de passagem.


IMPORTAÇÃO

Quanto à importação, Tiago Sarmento Barata informa que foi registrado o ingresso de 85,6 mil toneladas (base casca) no último mês, com aumento de 20,8% das compras em relação a agosto, e muito próximo ao volume importado em setembro de 2012. O destaque foi crescimento de quase 58% da importação de arroz argentino beneficiado. Neste mês, a Argentina representou a origem de 54% do volume total importado, seguido por Paraguai e Uruguai com respectivamente 35% e 11%.

Entre março e setembro, foram importadas 674,5 mil toneladas, volume 12% superior ao internalizado neste período no ano passado. Considerando a manutenção do ritmo das compras, é possível projetar a importação total neste ano em 1.156 mil toneladas. No mês de setembro houve, portanto, um superávit de 17,5 mil toneladas (base casca) de arroz, reduzindo o déficit no corrente ano comercial para menos de 70 mil toneladas. Um navio com cerca de 33 mil toneladas, em base casca, deve seguir para a Venezuela no próximo dia 20.


MERCADO

A Corretora Mercado, de Porto Alegre, indica preço médio de R$ 33,70 para a saca de arroz de 50 quilos, em casca (58x10) para comercialização no Rio Grande do Sul (FOB, à vista). O cereal beneficiado em sacas de 60 quilos, tipo 1, mantém-se em R$ 67,00. Os derivados e subprodutos seguem com preços estáveis, com o canjicão em R$ 38,00 e a quirera a R$ 34,00, ambos em sacas de 60 quilos (FOB). O farelo de arroz é cotado, em média, a R$ 380,00 a tonelada (FOB/Arroio do Meio-RS).
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink