Cotações do cacau e trigo superam 3%

Agronegócio

Cotações do cacau e trigo superam 3%

Na Cbot, os preços do trigo subiram 3,64% por conta da escassez da oferta mundial
Por:
2 acessos

Depois de um dia de queda, as cotações do cacau na Bolsa de Nova York (Nybot) tiveram uma alta significativa de 3,38% nessa terça-feira (26-06) no fechamento do pregão. Os contratos com as entregas para setembro foram negociados a US$ 201,7 a tonelada.

Para o analista da TH Consultoria e Estudos de Mercados, Thomas Hartmann, a alta acentuada da cotação do cacau foi influenciada pelo o que chamou de "manobra especulativa" - denominada "squeeze". Ou seja, um grande comerciante de Londres está tentando forçar uma alta no preço dessa commodity. "Essa empresa ao mesmo tempo que adquire uma grande quantidade de cacau físico compra contratos na Bolsa. Eles compram os contratos a preços baixos, isso faz elevar as cotações na Bolsa e depois faturam muito com isso", enfatizou Hartmann. Ele lembrou que em 2003 esse grupo conseguiu faturar muito dinheiro com tais manobras.

Na Bolsa de Chicago (Cbot), os preços do trigo subiram 3,64% por conta da escassez da oferta mundial, segundo analistas de mercado. Os contratos com as entregas para setembro foram comercializados a 626 centavos de dólar por bushel. O cereal tem se tornado mais caro no mercado internacional devido à quebra de safra em alguns dos principais países produtores, principalmente na Austrália, país que vem sofrendo com um longo período de intenso clima seco.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink