Cotonicultores dependem mais do mercado externo

Agronegócio

Cotonicultores dependem mais do mercado externo

As vendas externas devem representar mais da metade dos negócios em 2007
Por: -Mônica Scaramuzzo
2 acessos
Os produtores brasileiros de algodão estão cada vez mais independentes do mercado interno. Em 2001, quando o Brasil efetivamente passou a exportar a pluma com maior regularidade e em volumes expressivos, os embarques representaram 15,6% da produção total do país. No ano passado, o percentual já alcançou 30,1%, e a expectativa é de que as vendas externas avancem para representar mais da metade dos negócios dos cotonicultores a partir deste ano ou, no mais tardar, em 2008.


Como nos últimos cinco anos não houve qualquer salto expressivo da produção brasileira - o volume cresceu 10,6%, de 938,8 mil para cerca de 1,03 milhão de toneladas -, especialistas consideram que a "migração" das vendas para outras fronteiras foi a forma encontrada pelos cotonicultores para se defender das oscilações na demanda doméstica, que hoje muitas vezes decepciona em parte pela acirrada disputa com têxteis importados.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink