Agronegócio

Cozinha saudável, agricultura urbana e meio ambiente são novos temas do Agrinho em MS

A edição 2016 do Agrinho em Mato Grosso do Sul tem novidades para os mais de 120 mil alunos de escolas públicas que participam do programa no estado.
Por:
667 acessos

A edição 2016 do Agrinho em Mato Grosso do Sul tem novidades para os mais de 120 mil alunos de escolas públicas que participam do programa no estado. A agricultura urbana, culinária e meio ambiente são novas possibilidades de temas sugeridos para os trabalhos realizados pelos professores dentro e fora da sala de aula.

A partir de uma visita técnica no estado de Goiás, a coordenadora pedagógica do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/MS), Terezinha Cândido, e a coordenadora do Agrinho em MS, Elizete Nunes, conheceram novos métodos que fidelizam o programa naquela região, e que no Mato Grosso do Sul serão apresentadas como mais uma opção para as atividades teóricas e práticas.

“Vimos de perto os resultados alcançados pelos municípios de Goiás. A transformação é visível e ultrapassou até mesmo os portões da escola alcançando toda a comunidade. Prova disso é a criação de leis municipais aprovadas após iniciativas dos alunos, educadores e diretores das instituições participantes”, explica Terezinha.

Entre os novos temas estão a “Agricultura Urbana”, com ações de âmbito rural que podem ser realizadas na cidade, como, fruticultura em vasos, paisagismo, jardinagem, floricultura e orquidário; o “Sabor e Saber – Cozinhando com o Agrinho”, que desperta nos alunos o hábito de uma alimentação saudável e sem desperdício; e o Junior Achievement que valoriza a preservação do planeta e a formação de multiplicadores do uso sustentável de recursos naturais.

O SENAR/MS também oferece aos educadores dois cursos complementares, gratuitos e no formato EAD – Ensino a Distância. “Estilos de Aprendizagem e Tecnologias” e “Aprendizagem Colaborativa e Mapas Conceituais”. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de julho e os interessados podem encaminhar e-mail no endereço: agrinhoms@senarms.org.br

“Cada escola tem total liberdade de incluir os novos assuntos ao método proposto pelo Agrinho que leva em consideração os temas transversais como Ética, Diversidade Cultural, Meio Ambiente, Trabalho e Consumo, Saúde, Orientação Sexual entre outros, além das características regionais de cada município. A criatividade conta muito no concurso que acontecerá no final do ano”, comenta a coordenadora pedagógica do SENAR/MS.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink