Crédito rural cresceu 18% na safra 2012/13
CI
Agronegócio

Crédito rural cresceu 18% na safra 2012/13

Por Tânia Moreira e Pedro Loyola, economistas do DTE/FAEP
Por:
Por Tânia Moreira e Pedro Loyola, economistas do DTE/FAEP

O Crédito Rural abrange recursos destinados ao financiamento das linhas de custeio, investimento ou comercialização. Para a safra 2012/13, que começou em julho de 2012 e termina em junho próximo, 62,5% dos R$ 133,25 bilhões foram aplicados na agricultura empresarial e familiar até fevereiro. Isso significa que os R$ 83,3 bilhões aplicados registraram crescimento de 18,1% em comparação aos recursos utilizados na safra 2011/12 no mesmo período, conforme dados divulgados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Condições de crédito mais acessíveis como melhores taxas de juros e maiores limites de crédito foram fundamentais para impulsionar o interesse dos produtores nas aplicações de crédito rural. Exemplo disso é a aplicação de recursos no Programa BNDES de Sustentação do Investimento – PSI, com taxa de 2,5% a 3% ao ano. Os empréstimos previstos nesse programa para a aquisição de máquinas agrícolas, equipamentos de irrigação e estruturas de armazenagem ultrapassaram em 17,2% os R$ 6 bilhões destinados para a safra atual, alcançando R$ 7 bilhões entre julho de 2012 e fevereiro deste ano e representam alta de 63,8% sobre o mesmo período da safra anterior, quando atingiu aproximadamente R$ 4,3 bilhões.

Outro destaque foi o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor (Pronamp), que teve a taxa de juros reduzida para 5% ao ano na safra 2012/13, com ampliação da renda bruta de enquadramento e ampliação dos limites de crédito por produtor. As operações de custeio do Pronamp atingiram aplicação de R$ 5,24 bilhões, crescimento de 59% em relação à safra 2011/12 no mesmo período.

O Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura - Programa ABC, com taxa de juros de 5,0% ao ano, atingiu aplicação de R$ 2 bilhões com crescimento de 309% em relação à safra anterior.

Paraná lidera ranking nacional

Conforme os dados disponibilizados pelo MAPA as aplicações de crédito rural, para o ano civil de 2012, atingiram o valor de R$ 112 bilhões sendo R$ 63 bilhões em operações de custeio, R$ 32 bilhões em investimentos e R$ 16,7 bilhões em créditos de comercialização. Dessa aplicação a região Sul respondeu por 37% do valor aplicado, sendo o Paraná o estado que mais contratou operações de crédito rural para custeio, investimento e comercialização com participação de 15,4% no total disponibilizado para o Brasil. Em segundo lugar está o estado do Rio Grande do Sul com 14,5% das aplicações e em seguida o estado de Minas Gerais (14%), São Paulo (13%), Goiás (8%), Mato Grosso (8%) e Mato Grosso do Sul (6%). 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.