Crime de abigeato cai na Fronteira-Oeste do Rio Grande do Sul

Agronegócio

Crime de abigeato cai na Fronteira-Oeste do Rio Grande do Sul

Por:
271 acessos

O crime de abigeato na Fronteira-Oeste do Rio Grande do Sul já apresenta redução de cerca de 60%, considerando o período de janeiro a julho deste ano. A constatação é do comandante do Comando Regional de Policiamento Ostensivo (CRPO) da Fronteira-Oeste, coronel Cláudio Rogério Hoffmeister. "O declínio nas ocorrências é notado principalmente pelos produtores e sindicatos rurais, que apoiam o trabalho que vem sendo realizado, de qualificação e capacitação dos policiais militares para combater os crimes do campo", afirmou o comandante.

O CRPO é responsável pelo patrulhamento de uma longa extensão de terras localizadas entre São Borja e Aceguá, onde a pecuária responde por 80% da atividade econômica. O curso de Patrulhamento Rural, que deu início ontem, em Jaguarão, a sua 7ª edição, começou em março. Desde então, 150 PMs dos batalhões do CRPO Sul, Fronteira-Oeste, Comando Rodoviário e Ambiental da Brigada Militar, assim como policiais do Uruguai e outros órgãos envolvidos com segurança pública, já passaram pelo curso. "O trabalho está sendo aprovado e apoiado pela comunidade, que tem colaborado com o trabalho policial no sentido de coibir o abigeato", declarou Hoffmeister. O curso tem duração de seis dias, equivalentes a cem horas-aula.

O comandante do CRPO Sul, coronel Odiomar Luis Bitencourt Teixeira, afirmou que desde o início da realização dos cursos na região já foram computadas 24 prisões por crimes em zonas rurais. Foram apreendidas 26 armas, sendo 24 armas brancas e duas armas de caça, e foram inspecionados dez abatedouros e 88 açougues.

Além dos 91 PMs, participaram da qualificação dois policiais rodoviários federais, dois da Marinha Uruguaia e dois da Polícia daquele país.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink