Crise internacional e desvalorização do real: o que esperar desse cenário?
CI
Agronegócio

Crise internacional e desvalorização do real: o que esperar desse cenário?

De acordo com a FIESP, os exportadores de manufaturados devem se beneficiar da desvalorização da moeda nacional
Por:
De acordo com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), os exportadores de manufaturados devem se beneficiar da desvalorização da moeda nacional. No entanto, no caso das commodities, notadamente das agrícolas, o recuo dos preços internacionais tende a anular o efeito positivo do dólar forte.


A pressão de baixa que acometeu os grãos ainda não chegou à carne bovina, de acordo com os frigoríficos. Isso porque, grandes players do mercado - como Brasil, Argentina e Austrália - enfrentam problemas de produção e/ou de vendas. E o consumo, por sua vez, ainda se mantém relativamente firme.


Mas é difícil prever os impactos da crise no médio prazo. Quais serão os efeitos sobre a demanda de alimentos? Como ficará o crédito aos frigoríficos? E os financiamentos aos grandes projetos de confinamento?

São questões ainda sem respostas. De toda forma, elas chamam a atenção a alguns pontos importantes que devem ser acompanhados e analisados diariamente de agora em diante.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.