Crise tira brilho de feira agrícola nos EUA

Agronegócio

Crise tira brilho de feira agrícola nos EUA

Ano passado, Farm Progress reuniu o recorde de 600 exibidores
Por:
1020 acessos

Ano passado, Farm Progress reuniu o recorde de 600 exibidores

Começa amanhã, na região agrícola mais importante dos Estados Unidos, a feira anual “Farm Progress”, que reúne milhares de agricultores para ver as novidades apresentadas pelas maiores empresas agrícolas do país. O evento deste ano, porém, ocorre em meio a um dos períodos econômicos mais sombrios do cinturão agrícola americano em muitos anos.

O evento, realizado na cidade de Boone, no Estado americano de Iowa, é a versão agrícola do Salão do Automóvel de Detroit, onde fabricantes de equipamentos agrícolas como a Deere, CNH Industrial CNHI -0.40 % NV e AGCO Corp. AGCO -1.40 % tradicionalmente lançam novos modelos de tratores e colheitadeiras, assim como outras empresas apresentam sementes e máquinas que estão elevando a produtividade dos campos para níveis recordes. As companhias levam equipes de marketing e executivos para a feira para coletar informações diretamente dos produtores sobre condições de mercado e desempenho dos equipamentos.

A feira deste ano ocorre em um momento em que a forte queda no lucro dos agricultores está prejudicando as vendas de equipamentos. As vendas de tratores na América do Norte caíram quase 25% este ano em relação a um ano antes e as de colheitadeiras recuaram cerca de 20%. Com os estoques de grãos abarrotados, a perspectiva de outra enorme safra tem derrubado os preços das commodities e o governo americano espera que os lucros dos agricultores atinjam seus menores níveis em mais de dez anos.

O sentimento do setor que poderá ser verificado na feira é ansiosamente aguardado pelos analistas de Wall Street, já que as empresas agrícolas enfrentam a abundância de insumos e às vezes excedentes de equipamentos usados comprados durante o período mais recente de bonança ou alugados quando os tempos ficaram mais duros nos últimos anos.

A situação difícil dos fabricantes de equipamentos está se tornando aparente na feira desta semana, mesmo com a expectativa dos organizadores de repetir o número recorde de 600 exibidores do ano passado. Embora os grandes fabricantes de equipamentos e sementes e prestadores de serviços do setor estejam mantendo suas grandes áreas de exibição, eles estão cortando patrocínios e outras despesas.

Assim como os produtores, as empresas estão mais cautelosas, segundo o organizador da 22ª edição da feira, Matt Jungmann. O número de tratores usados nas mãos das concessionárias da Deere dobrou nos últimos quatro anos para o equivalente a 37% das vendas no período de 12 meses, estima a analista Ann Duignan, do J.P. Morgan. Este ano também existe um nível recorde de colheitadeiras usadas competindo com as máquinas novas verdes e amarelas da Deere.

O desempenho dos mercados exportadores tem sido um pouco melhor este ano, mas há sinais de recuperação depois de uma colheita fraca na América do Sul. Os executivos da empresa sinalizaram na semana passada que a região pode registrar uma virada em 2017.

A ascensão do Brasil como potência agrícola, perdendo apenas para os EUA na exportação de soja para a China, por exemplo, se tornou evidente na Farm Progress e outras feiras. Atualmente, produtores da América do Sul, China e Europa Central são uma presença comum no evento, e a Universidade do Estado do Iowa, nas proximidades, vem sendo pressionada para fornecer tradutores. A principal dificuldade é encontrar tradutores de português.

Junto com as demonstrações de tratores e exibições que incluem até o manejo de cavalos e moda agrícola, a crescente importância da tecnologia no setor é evidente. Entretanto, depois de fazer na edição do ano passado a primeira exibição de drones agrícolas, os veículos aéreos não tripulados serão exibidos parados na feira deste ano, devido a regulações federais que impedem o voo dos drones porque o local é próximo de um aeroporto.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink