Cuba implementa programas para desenvolvimento da suinocultura

AMÉRICA LATINA

Cuba implementa programas para desenvolvimento da suinocultura

Objetivo da instituição é a busca de um alimento alternativo da produção nacional que permita a substituição de importações
Por:
151 acessos

Cuba está trabalhando na implementação de cinco programas relacionados à produção de alimentos convencionais e alternativos, genética, reprodução e saúde animal de porcos, uma fonte especializada divulgada hoje.

Em entrevista à Prensa Latina, o diretor geral do Instituto de Pesquisa em Suínos, Joaquín Díaz, considerou que esses cinco programas têm um caráter estratégico fundamental para o grupo empresarial de gado.

Incluímos como substitutos de importação o desenvolvimento de proteaginosas na dieta dos porcos, como a produção de amoreira, moringa e outras culturas alimentares adicionais.

O Instituto também se concentra no novo modelo de gestão de alimentos, segundo o qual os produtores devem garantir 60% da produção de alimentos e 40 a empresa socialista.

Da mesma forma, eles expandem as capacidades produtivas nos centros genéticos e criam instalações para atingir dois quilos de carne de porco per capita como parte do suprimento territorial.

Díaz disse que eles também trabalham na projeção de desenvolvimento até 2030, que busca o aumento sustentado da produção de carne suína.

Da mesma forma, relacionado a esse objetivo, em um grupo de apoio que visa buscar maior eficiência e efetividade nos indicadores produtivos do programa suíno.

O centro realiza trabalho conjunto com a Divisão de Tecnologia Suína, o Grupo de Negócios Pecuários e outras organizações como o Instituto de Pastagens e Forragens, o Instituto de Ciência Animal (ICA) e o Centro Nacional de Animais de Laboratório (Cempalab).

Este último desenvolveu uma importante produção de ração animal a partir de moringa e outras plantas protéicas, e parte deste trabalho científico e tecnológico será aplicada à substituição de importações.

O principal objetivo da instituição é a busca de um alimento alternativo da produção nacional que permita a substituição de importações, reiterou seu diretor geral.

A cana-de-açúcar Díaz é altamente valorizada e seus derivados e derivados, incluindo o mel por levedura como uma das fontes mais importantes de alimentos alternativos em Cuba, e até o cultivo de cana-de-açúcar pelos produtores participantes de acordos com esse agronegócio '.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink