Cuidados simples evitam perdas na colheita do PR
CI
Agronegócio

Cuidados simples evitam perdas na colheita do PR

A perda média brasileira na colheita de soja é de 110 quilos por hectare
Por:

Supersafra de soja pode representar também perdas significativas com a colheita. Para não ter surpresa na hora de fazer as contas sobre os custos de produção e evitar prejuízos, o produtor deve se preocupar com cuidados simples até o produto cruzar a porteira.

Pode não parecer, mas a chuva generosa - que está fazendo tão bem à soja, contribuindo para o sucesso da safra -, em excesso na colheita pode ser prejudicial, abrindo valetas no solo e pondo parte da produção a perder. De acordo com dados da Embrapa, a perda média brasileira na colheita de soja é de 110 quilos por hectare.

No Paraná, as perdas são de 58 quilos por hectare, sendo que a região de Maringá detém a média de 45kg por hectare. Ivatuba (30 quilômetros a oeste de Maringá) obteve o melhor desempenho com perdas em torno de 6.75kg por hectare.

Para melhorar ainda mais esse índice positivo, a Emater está lançando a quarta edição do Concurso Regional de Perdas na Colheita de Soja. A iniciativa abrange 14 municípios numa área plantada de aproximadamente 190 mil hectares.

Na safra 2005/2006, a abrangência do concurso foi de 48.300 hectares, 25% do total da área plantada no Paraná, com a inscrição de 161 máquinas colheitadeiras.

"Tentamos com o concurso diminuir as perdas, mas por ser um ano melhor para o soja, com uma produção maior, talvez tenhamos perdas também maiores. Se conseguirmos alcançar a média passada já está bom demais", afirma o engenheiro agrônomo Joaquim Nereu Girardida, da Emater de Maringá.

Os 161 operadores que participaram da edição passada do concurso perderam em média 38,75 quilos por hectare, sendo que os 30 operadores que conseguiram as menores perdas, alcançaram uma média de 12,72kd/ha.

Para evitar perdas na safra 2006/2007, a Emater recomenda, entre outros cuidados, que os produtores façam a revisão do corte das máquinas, antes do início da colheita, regulando os ventiladores dos equipamentos e também o giro do molinete.

"Hoje, uma das menores médias de perdas do Paraná é de 45kg/ha, mas é possível diminuir ainda mais esse índice, o que demonstra que temos muito serviço a fazer para conscientizar os produtores sobre cuidados mínimos, que garantam essa redução", acredita Giraldi.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink