Cultivo protegido pode alavancar em 10 vezes a produtividade do tomate
CI
Agronegócio

Cultivo protegido pode alavancar em 10 vezes a produtividade do tomate

Modelo busca se firmar como alternativa viável para a produção brasileira
Por:
As novas tecnologias na produção do tomate de mesa sob cultivo protegido, isto é, com o uso de estufas agrícolas, podem oferecer uma produtividade 10 vezes maior que a registrada em campo aberto. Bastante difundido no México, esse modelo busca se firmar como alternativa viável para a produção brasileira.

O assunto será discutido durante palestra do 4º Seminário Nacional de Tomate de Mesa, no dia 23 de abril (terça-feira), no Centro de Convenções da Universidade de Campinas (Unicamp). O diretor técnico da mexicana Inposa, Humberto Castillo Rodríguez, é convidado do evento para falar sobre sua experiência para um público formado por pesquisadores, técnicos do segmento e fornecedores.

Hoje, o cultivo protegido é realizado a partir de estruturas com pé direito alto, ventilação zenital, controle de clima, sistemas de fertirrigação, enriquecimento com gás carbônico, utilização de hidroponia e controle integrado de doenças e pragas. “Para o consumidor, estamos falando de uma produção de tomates de alta qualidade em aparência e sabor, disponíveis o ano inteiro, baixos custos de pesticidas de síntese e preços estáveis”, afirma Andrés da Silva, presidente da Ecea, empresa que atua nesse segmento.

Segundo o especialista, embora o Brasil seja considerado um grande produtor de tomate, a opção por lavouras de campo aberto oferece uma produtividade menor se comparado a outros países. “Variações de preços como as temos visto atualmente não aconteceriam se tivéssemos um sistema de produção com maior tecnologia e uma cadeia de produção mais organizada”, garante.

Serviço

4º Seminário Nacional de Tomate de Mesa
Data: 23 e 24 de abril de 2013
Local: Centro de Convenções da Universidade de Campinas (Rua Elis Regina, 131, Cidade Universitária, Campinas – SP)
Site: www.tomatedemesa.com.br
Inscrições: (62) 3241-3939 ou (19) 3243-6472

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.