Guaraná

Cultura do guaraná é tema de curso para produtores da região metropolitana de Manaus

Dentro do programa de capacitação do Projeto Expansão da Guaranaicultura, Embrapa realiza dois cursos para produtores
Por:
56 acessos

Dentro do programa de capacitação do Projeto Expansão da Guaranaicultura – Criação do Corredor Metropolitano da Cultura do Guaraná, a Embrapa Amazônia Ocidental realiza no mês de abril dois cursos para produtores envolvidos na iniciativa. No dia 20, o curso “Nutrição Mineral, Adubação e Tratos Culturais na Formação da Cultura do Guaranazeiro”, será ministrado na comunidade Novo Paraíso, no interior de Manaus (AM). O mesmo curso será realizado no Assentamento Iporá, no município de Rio Preto da Eva (AM), no dia 25 de abril.
 
Ministrado pelos pesquisadores da Embrapa Amazônia Ocidental Firmino José do Nascimento Filho e Lúcio Pereira Santos, o curso aborda diferentes temas relacionados ao plantio e desenvolvimento no guaranazeiro. O objetivo é capacitar os produtores em fases importantes para o estabelecimento da cultura, como a adubação antes do plantio e na cobertura e o correto manejo das mudas após o plantio. Durante o curso, os pesquisadores também abordam a importância da realização da análise química dos solos para a realização de uma correção nutricional correta dos solos. 
 
Segundo o pesquisador Lúcio Pereira dos Santos a adubação é uma das fases mais importantes para qualquer cultura agrícola, pois fornece a nutrição adequada para o crescimento, estabelecimento e produção de uma planta. De acordo com o pesquisador, o ideal é realizar a análise química do solo antes de fazer o plantio e repetir anualmente, se possível. Com isso, o produtor vai saber a quantidade certa de cada nutriente que é necessária para um bom desenvolvimento da planta. “Com os resultados da análise, um técnico pode orientar a quantidade certa de adubação que deve ser feita tanto na cova, antes do plantio das mudas, e também na adubação de cobertura”, salientou Santos. 
 
O Projeto Expansão da Guaranaicultura – Criação do Corredor Metropolitano da Cultura do Guaraná tem como objetivo aumentar a produção de guaraná visando atender a demandas das indústrias instaladas em Manaus. Nesse sentido, foram implantadas 23 Unidades de Referência Tecnológicas (URTs) em 12 comunidades de produtores de base familiar nos municípios de Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo, Manacapuru e Manaus. Um dos objetivos do projeto é que as URTs sirvam de modelo para outros produtores, fortalecendo a atividade no Amazonas e aumentando a produção do fruto. No total, foram implantados 16 hectares com a cultura, com o plantio de 400 mudas de guaranazeiros por hectare.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink