Culturas de cobertura auxiliam absorção do estrume

ADUBAÇÃO

Culturas de cobertura auxiliam absorção do estrume

Prática tem efeitos positivos na absorção de nitratos
Por: -Leonardo Gottems
248 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

A professora assistente do Departamento de Água, Solo e Clima da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, Melissa Wilson, afirmou que as culturas de cobertura podem ser utilizadas para melhorar absorção de nutrientes do estrume que é aplicado no solo. Ela disse que esse ainda é um ponto complicado para a região de Minesota, devido às condições de crescimento das plantas e qualidade do solo. 

Wilson, que se dedica ao gerenciamento de dejetos e ciclagem de nutrientes na Universidade, explica que o esterco alimenta o solo, mas o amônio e os nitratos no estrume podem escorrer ou lixiviar. A aplicação de estrume no outono tende a causar perda de nutrientes. 

Em teoria, a combinação de estrume e culturas de cobertura pode servir para o dobro do tempo. O estrume é um excelente nutriente, enquanto que as culturas de cobertura podem absorver nutrientes e impedi-los de serem lixiviados ou perdidos para a mineralização. 

Pesquisas na Iowa State University mostram que, quando 100 libras de esterco de suíno foram aplicadas em uma cultura de cobertura de centeio, quase 60 libras de nitrogênio foram retidas na lavoura de cobertura, em oposição ao esterco sem uma cultura de cobertura. Aplicação de estrume em culturas de cobertura de pé pode segurar o nitrogênio e mantê-lo ali. 

“Onde havia esterco, mas sem cobertura, havia muito nitrato no solo. A cultura de cobertura tomou muito nitrato”, diz Wilson. Uma pesquisa de Wilson e colegas em Minnesota mostra que o centeio absorveu uma média de 45 libras de nitrogênio em testes na fazenda onde o esterco é aplicado. “Sempre que você pega 45 libras de N, você não está colocando na água. Eu acho que é uma vitória”, acrescenta ela.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink