Área semeada

Culturas de verão tem aumento na área semeada

Algumas lavouras estão entrando no período de floração (início), fato que atinge 3% do total de lavouras do Estado
Por: -Aline Merladete
743 acessos

Devido à melhora das condições meteorológicas, com o retorno da umidade no solo a níveis apropriados aos trabalhos de plantio, as culturas de verão,  em andamento, tiveram aumento na área semeada no último período.

De acordo com as informações da Emater, em relação ao arroz, apesar do bom impulso, se estima que a área coberta alcance no momento ao redor dos 42%, bem menos do que os 68% registrados no ano anterior e a média de 60% nos últimos cinco anos. No momento os produtores tentam recuperar o atraso antecipando e acelerando a aplicação de nitrogênio em cobertura, para que as lavouras voltem a ter um desenvolvimento dentro dos padrões ideais para uma boa produtividade. 

O feijão de primeira safra atingiu 70%, sendo que regiões importantes como Frederico Westphalen e em Passo Fundo já atingiram os 100%.

No milho, o percentual de área semeada atingiu 75%, contra uma média de 70%. Regiões como Erechim, Ijuí, Passo Fundo e Santa Rosa passam dos 80%. Com o regime de chuva regularizado e altas temperaturas, houve aceleração no crescimento das plantas nos últimos dias. 

Algumas lavouras estão entrando no período de floração (início), fato que atinge 3% do total de lavouras do Estado. As áreas atingidas pelas chuvas passadas recuperaram o potencial produtivo em consequência dos fatores meteorológicos favoráveis após o evento. 

Os produtores continuam realizando o controle das ervas daninhas e a aplicação da adubação nitrogenada em cobertura. As expectativas de produtividade entre os produtores são muito boas. O período também foi favorável para os trabalhos com a soja. Seguem em andamento a dessecação e o preparo das áreas para o plantio, o qual deverá se intensificar nas próximas semanas se as condições meteorológicas assim o permitirem. 

No momento a área semeada atinge 9% do total projetado. Este percentual é igual ao registrado na safra passada, neste mesmo período. Os preços médios pagos ao produtor permaneceram praticamente estáveis, não registrando variações significativas em relação à semana anterior.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink