Curso ensina alternativas para alimentação de frangos coloniais

Agronegócio

Curso ensina alternativas para alimentação de frangos coloniais

Com a disparada do preço do milho, produtores de aves de abate e postura têm procurado alternativas para substituir, o grão na alimentação de seus animais.
Por:
549 acessos

Com a disparada do preço do milho, produtores de aves de abate e postura têm procurado alternativas para substituir, parcial ou integralmente, o grão na alimentação de seus animais. O curso de Avicultura Colonial promovido pela Embrapa Clima Temperado, em parceria com a Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro) e a Emater/RS-Ascar, apresenta uma alternativa para granjas coloniais ao ensinar o aproveitamento das raízes e folhas da mandioca e da batata-doce para a alimentação animal.

Cerca de 30 produtores, oriundos de diversos municípios do Rio Grande do Sul e até de outros estados, como Paraná e São Paulo, participaram da décima edição do curso de Avicultura Colonial, realizada em Canguçu na semana passada. O pesquisador da Fepagro Zeferino Chielle foi o responsável por ensinar métodos de fabricação de ração com base nas raízes e folhas da mandioca e da batata-doce, seu objeto de estudo há duas décadas. “A massa aérea desses dois tubérculos é muito rica em proteína e também em vitamina A. Com a proporção certa de raízes e folhas, pode-se fazer a substituição parcial ou total do milho e do farelo de soja”, detalha.

O coordenador do curso, o pesquisador João Pedro Zabaleta, da Embrapa Clima Temperado, destaca que as culturas da mandioca e da batata-doce são menos exigentes do que a do milho, por serem mais rústicas. “Isso contribui muito para nosso momento atual, de aquecimento global e economia de água”, completa.

A próxima edição do curso deve ocorrer em outubro deste ano. Além da alimentação animal, o treinamento aborda outros aspectos de produção, como maquinário necessário, doenças comuns em aves e diferenças entre avicultura colonial, orgânica e agroecológica.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink