Custo da Embrapa confirma: frango vivo continua a dar prejuízo

Agronegócio

Custo da Embrapa confirma: frango vivo continua a dar prejuízo

Em fevereiro, custo de produção de um quilo de frango ficava em R$1,773
Por:
1377 acessos
O levantamento mensal do custo de produção de frangos efetuado pela Embrapa Suínos e Aves confirma o que o avicultor vem sentindo no bolso já há algum tempo: nos últimos tempos, produzir frango dá prejuízo.

Tome-se o exemplo de São Paulo, onde ainda é bastante ativa a produção independente de frangos. O último levantamento do Estado divulgado pela Embrapa refere-se ao mês de fevereiro passado, ocasião em que o custo de produção de um quilo de frango ficava (aviário convencional) em R$1,773.

Uma vez que, de lá para cá, não houve redução de custos e o principal insumo do setor, o milho, alcança hoje a mesma cotação daquela época – cerca de R$32,00/saca – conclui-se que ao receber R$1,60/kg pelo frango vivo, o avicultor está pagando caro para produzir.

Isso não ocorria em fevereiro, mês em que – graças a uma produção equilibrada – o frango vivo foi remunerado à razão de R$2,01/kg, valor que pressupõe boa lucratividade. De toda forma, o custo levantado pela Embrapa para aquela ocasião deixa alguma dúvida.

É que, em relação a fevereiro de 2010, o custo levantado aumentou 18,7%. E, nesse custo, o que mais pesou (63% do total) foi, claro, a ração. Que, de um ano para outro, aumentou 19%. E a dúvida que fica é se este último índice não está subestimado porquanto no mesmo período o milho, insumo base da ração, aumentou 77,2%, passando de R$18,14/saca para R$32,14/saca.

A ressalvar que o custo levantado pela Embrapa Suínos e Aves refere-se à produção integrada, nele individualizando-se as partes que cabem ao avicultor e à agroindústria. Mas, sem dúvida, esse custo se aplica também à produção independente onde, aliás, tende a alcançar índices superiores aos apontados.

O custo em pauta, específico para o Estado de São Paulo e relativo à produção em aviário convencional, é o mais elevado em termos de tipo de aviário. No aviário com climatização positiva ele cai de R$1,773/kg para R$1,737/kg e no aviário com climatização negativa para R$1,705/kg.

Clique aqui para acessar toda a série de custos levantados pela Embrapa Suínos e Aves.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink