Debate entre a cadeia encerra 4° Congresso Internacional do Boi de Capim

Agronegócio

Debate entre a cadeia encerra 4° Congresso Internacional do Boi de Capim

O Congresso produziu a Carta de Salvador com reivindicações visando a melhoria do setor produtivo no Estado
Por: -Janice
315 acessos

Um debate que envolveu toda a cadeia produtiva, inclusive representantes do Governo do Estado da Bahia, encerrou o 4° Congresso Internacional do Boi de Capim, que aconteceu desde a última segunda-feira (3) no Bahia Othon Palace, em Salvador (BA).

Quem abriu o debate foi o pecuarista Nelson Piñeda que apresentou um estudo completo da pecuária do Estado da Bahia, mostrando as deficiências que não permitem que o setor ganhe novos mercados. Também foi mostrada uma série de alternativas e soluções para o desenvolvimento da pecuária, chegando assim ao status de exportador.

Na sequência o Secretário de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária da Bahia, Roberto Muniz, mostrou detalhes do trabalho desenvolvido à frente da pasta e enfatizou as medidas que ainda precisam ser implementadas para a melhoria do setor. O secretário voltou enfatizar a necessidade de preservação do Parque de Exposições de Salvador, justificando através dos inúmeros eventos agropecuários que acontece no local. A tese já vem sendo defendida desde o ano passado pelo presidente da Associação Baiana dos Expositores (Abexpo), Jaime Fernandes Filho.

Logo após a apresentação de Muniz, Almir Mendes de Carvalho Neto, organizador do Congresso Internacional do Boi de Capim, abriu o debate com os demais membros da mesa: chefe de gabinete da Secretária de Indústria, Comércio e Mineração da Bahia, Antônio Matias, o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia, João Martins, e do empresário do setor frigorífico, Edilson Cruz.

Os entraves que não permitem a exportação do gado produzido na Bahia foi o tema mais discutido durante o encontro. Sugestões e medidas foram levantadas pelos debatedores visando a abrangência de novos mercados para o setor produtivo baiano.

O 4° Congresso Internacional do Boi de Capim, organizado pela Abexpo, reuniu cerca de 500 participantes e trabalhos científicos, e for marcado por discussões acaloradas, que visaram buscar alternativas que não só melhorem o desempenho zootécnico dos criatórios à pasto, mas que contribuam e levantem discussões que permitam uma visão integrada de todos os avanços do setor, incluindo aspectos de gestão, sustentabilidade do negócio, preferências do consumidor e os impactos ambientais.

No final do encontro, foi produzida a Carta de Salvador que traz que trará propostas e medidas visando melhorar o desempenho econômico da atividade pecuária e será entregue às autoridades governamentais brasileiras e do Estado da Bahia de algum modo envolvidas com o Agronegócio da Carne. As informações são da assessoria de imprensa do evento.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink